‘Personagem fundamental do gabinete paralelo’, depoimento de Osmar Terra à CPI é ‘inevitável’, diz Alessandro Vieira

Para senador, é preciso ter ‘cuidado para não transformar a comissão num cercadinho paralelo’ e dar espaço para ‘discursos amalucados, totalmente contrários a ciência’ (Foto: Reprodução/Globonews)

O líder do Cidadania no Senado, Alessandro Vieira (SE), disse em entrevista ao Jornal das Dez, da Globonews (assista aqui), nesta segunda-feira (21), que a CPI da Pandemia tem ‘consciência’ de que o deputado federal Osmar Terra (MDB-RS) é personagem fundamental no ‘gabinete paralelo’ – suposto grupo  de aconselhamento ao presidente  Jair Bolsonaro em sentido contrário às orientações da ciência no enfrentamento à Covid-19 – e que seu depoimento à comissão amanhã (22) é ‘inevitável’.

“Ele faz a interlocução constante com o presidente da República e sempre no sentido contrário do que a ciência consensualmente aponta no mundo inteiro. Então, não tem como deixar de ouvi-lo”, afirmou.

Para Alessandro, a CPI deve ter o ‘cuidado para não transformar a comissão num cercadinho paralelo’ e dar espaço para ‘discursos amalucados, totalmente contrários a ciência’, ‘verniz e cobertura para os desmandos que o governo praticou no combate à pandemia’.

Covaxin

Alessandro Vieira comentou também na entrevista o depoimento à CPI do presidente da Precisa Medicamentos, Francisco Emerson Maximiano, marcado para quarta-feira (22). A empresa  intermediou o contrato com o Ministério da Saúde para aquisição de vacinas Covaxin, imunizante fabricado pela indiana Bharat Biotech.

“É um depoimento muito importante para que a gente possa compreender qual foi o motivo de o governo brasileiro atuar nessa  negociação de uma forma absolutamente inversa daquela adotada em todos outras negociações. Em resumo, o governo do Brasil nunca  se mobilizou atrás de vacinas, mas nesse caso específico se mobilizou com toda intensidade, antecipou procedimentos, ultrapassou  barreiras. Mesmo procedimento que teve com relação a medicamento sem eficácia comprovada. Isso já está documentado pela CPI, mas  é preciso entender qual foi a razão de o governo do Brasil atuar dessa forma”, declarou o senador.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment