Eliziane Gama repudia ataque de Bolsonaro à jornalista Daniela Lima

‘O xingamento do presidente da República à jornalista é mais um ataque à democracia e à imprensa brasileira’, afirma a senadora (Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

A líder do bloco parlamentar Senado Independente, Eliziane Gama (Cidadania-MA), manifestou nesta quarta-feira (02) solidariedade à jornalista Daniela Lima, da CNN, que foi chamada de “quadrúpede” pelo presidente Bolsonaro.

“O xingamento do presidente da República à jornalista é mais um ataque à democracia e à imprensa brasileira”, repudiou a parlamentar, antes do depoimento da médica infectologista Luana Araújo na CPI da Pandemia.

Eliziane Gama lamentou que os ataques de Bolsonaro tenham contribuído para colocar o Brasil na 107ª posição dos países que mais desrespeitam a liberdade de imprensa no mundo.

Levantamento da ONG Repórteres Sem Fronteiras constatou que o presidente e os filhos fizeram 469 ataques a jornalistas e veículos de imprensa em 2020.

Segundo a ONG, ao todo foram feitos 508 ataques de autoridades públicas à imprensa no País. O levantamento informa ainda que as jornalistas mulheres foram as que mais sofreram ataques pessoais. Foram 34, entre ofensas, ameaça judicial, descredibilidade e até impedimento de cobertura. Contra jornalistas homens, foram 29 ataques pessoais.

“Lamentavelmente, grande parte desses ataques foi desferida contra as mulheres jornalistas”, acrescentou Eliziane Gama. (Assessoria da parlamentar)

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment