No ES, presidente do Cidadania disse que quer Luciano Rezende na disputa em Vitória

O presidente nacional do Cidadania, Comte Bittencourt, chegou ao Estado nessa quarta-feira (03) para um encontro com militantes e pré-candidatos do Cidadania no Estado. Embora o partido esteja numa federação com o PSDB que lançou, na última segunda-feira (1º), a pré-candidatura de Luiz Paulo, o dirigente quer o ex-prefeito Luciano Rezende na disputa à Prefeitura de Vitória.

Em entrevista para a coluna De Olho no Poder, Comte elogiou Luciano, disse que ele é um dos melhores quadros do Cidadania no País e colocou o nome do ex-prefeito para jogo.

“A federação tem dois nomes já colocados, um é Luiz Paulo e eu insisto ainda em colocar o nome do Luciano Rezende nesse processo. Claro que é uma decisão pessoal dele, mas Luciano é um dos grandes quadros do partido a nível nacional, foi um grande prefeito da Capital. A federação tem o luxo de ter dois grandes nomes de dois ex-prefeitos que marcaram época em Vitória”, disse Comte.

Segundo ele, o nome de Luciano seria para disputar a cabeça de chapa, como candidato a prefeito, mas a coluna questionou se haveria a possibilidade de uma dobradinha com Luiz Paulo (PSDB) e se os dois poderiam estar juntos na mesma chapa. Isso porque, por estarem juntos na federação, Cidadania e PSDB só podem lançar um candidato a prefeito.

“A política é a arte da conversa e da construção. Estaremos nos próximos três dias fechando a montagem de nominatas no interior e após 6 abril começam esses entendimentos para a montagem da candidatura majoritária com os nomes que estão dispostos e disponíveis. E, é claro, que eu vou insistir muito para que o Luciano entre nessa briga”, disse Comte, avaliando que se sentia na “obrigação” de motivar o ex-prefeito para a disputa.

O dirigente do Cidadania almoçou com o governador Renato Casagrande (PSB), num encontro que contou também com as presenças dos deputados Vandinho Leite – presidente estadual do PSDB e da federação – e de Tyago Hoffmann, pré-candidato a prefeito de Vitória pelo PSB.

Segundo Comte, o governador teria sinalizado a intenção do PSB de estar numa frente e construir unidade em torno de um único nome na Capital. “Ele sinalizou o desejo do PSB de estar nessa frente democrática aqui em Vitória, junto com a federação PSDB-Cidadania e outros partidos”.

Já tem algum tempo que lideranças da federação, do PSB e do PSD – com o pré-candidato a prefeito Fabrício Gandini – se reúnem para discutir o cenário de Vitória. Havia, entre eles, o entendimento de caminharem juntos, unidos em torno de uma candidatura, a ser definida mais para frente, e contar com apoio dos demais nomes.

Porém, não há uma definição de quem abriria mão da disputa para a construção de um bloco com um único nome disputando. “É bom ter uma frente dessa com três bons nomes”, disse Comte.

“Não decidi ainda”

Luciano estava ao lado de Comte quando o presidente nacional “alçou” seu nome para disputa. Questionado pela coluna se estaria disposto a concorrer, Luciano afirmou que ainda não se decidiu.

“Não é uma decisão que tomei ainda, o Comte sabe disso. Mas eu fico muito feliz, muito honrado com o apoio dele e do próprio governador. Existe um desejo de construir uma candidatura. Hoje tem o nome do Tyago Hoffmann, do Luiz Paulo, existem outros candidatos na federação com capacidade e isso vai ser definido lá pra frente”.

Questionado se descartaria uma dobradinha com Luiz Paulo, numa chapa formada por dois ex-prefeitos, Luciano respondeu: “Não, política não tem que descartar nada antes de registrar em cartório. Mas eu não tomei minha decisão ainda”.

Luciano Rezende assumiu o comando estadual do Cidadania após a saída do deputado Fabrício Gandini da legenda e a vacância do então presidente interino Marcos Guerra. Segundo Comte, a federação vai ter chapa de vereadores em pelo menos 70 municípios.

Vinícius Simões vai para o PSB

Numa nota divulgada à imprensa, o vereador de Vitória Vinícius Simões anunciou que deixou o Cidadania, após 17 anos de filiação. Simões era uma das principais lideranças do partido em Vitória e um dos mais ferrenhos opositores ao prefeito Lorenzo Pazolini (Republicanos) na Câmara de Vereadores da Capital.

O vereador vai para o PSB, partido do governador, e tentará a reeleição. Na nota, ele agradeceu o Cidadania e rasgou elogios a Luciano e a Gandini – que hoje está no PSD. “Não queria que este ciclo acabasse, mas a vida e as circunstâncias não me deram outra saída a não ser buscar sobrevivência para transformar a vida das pessoas”.

Questionado sobre o motivo de ter saído do Cidadania e escolhido o PSB, Simões respondeu: “Cumpri minha missão com o Cidadania, será para sempre o partido do meu coração. Preciso iniciar um novo ciclo. Vejo no PSB, principalmente na figura do governador, um partido equilibrado, focado no interesse público, determinado em melhorar a vida dos capixabas. Vou para o PSB não apenas para disputar uma eleição, mas para continuar transformando e protegendo os moradores da nossa cidade de Vitória”.

Luciano desejou sucesso ao agora ex-correligionário: “O período das janelas tem esse objetivo: reacomodação partidária. Procuro respeitar todas decisões e seguir focado exclusivamente em quem entrou e quem permaneceu no partido. Desejo sucesso ao Vinícius”.

Fonte: https://www.folhavitoria.com.br/politica/colunas/de-olho-no-poder/2024/04/no-es-presidente-do-cidadania-disse-que-quer-luciano-rezende-na-disputa-em-vitoria/

Leia também

Com grande festa, Cidadania da Bahia se prepara para eleições de 2024

A Bahia nunca decepciona. Foi em uma grande festa,...

Juventude23 se reúne com Comte e apresenta metas para eleições 2024

O presidente nacional do Cidadania23, Comte Bittencourt, se reuniu...

Cidadania Bahia reúne lideranças e pré-candidatos nesta terça

O Cidadania da Bahia realiza nesta terça-feira (23), a...

Piauí: Edital de convocação extraordinária

Nos termos do Estatuto Partidário e da legislação em...

Informativo

Receba as notícias do Cidadania no seu celular!