Instalação da Frente pelo Desarmamento fica para o dia 29

Iniciativa foi uma reação a decretos do presidente Bolsonaro que ampliam permissões para a aquisição de armar e munições (Foto: Geraldo Magela/Agência Senado)

A instalação da Frente Parlamentar pelo Desarmamento foi adiada para a próxima terça-feira (29), a partir das 19h. A informação é do gabinete da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), responsável pelo projeto de resolução (PRS 12/2021) que deu origem ao colegiado .

A Frente pelo Desarmamento foi criada no ano passado, para discutir medidas de restrição à posse e ao porte de armas de fogo. A iniciativa foi uma reação dos parlamentares a decretos do presidente Jair Bolsonaro que ampliam permissões para a aquisição de armar e munições. O tema encontra resistência no Congresso Nacional.

Para iniciar seus trabalhos, a frente precisa ser oficialmente instalada, com a aprovação de um estatuto e a eleição de uma comissão executiva. Uma vez instalada, ela também poderá receber a adesão de mais parlamentares. Por enquanto, a Frente Parlamentar pelo Desarmamento tem 10 senadores e dois deputados federais como membros.

A instalação do colegiado estava prevista incialmente para esta terça-feira (22). (Agência Senado)

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment