Senadores do Cidadania reagem às declarações de Bolsonaro em ato pró-intervenção militar

Eliziane Gama diz que atitude do presidente na manifestação é tentativa de golpe contra a democracia, e Alessandro Vieira questiona Bolsonaro por negociar com o Centrão e fazer discurso contra a “velha política” (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), e o senador Alessandro Vieira reagiram neste domingo às declarações do presidente Jair Bolsonar durante um ato, em Brasília, que defendia uma intervenção militar, em frente ao Quartel-General do Exército na data em que é celebrado o Dia do Exército.

Para a parlamentar maranhense, a atitude do presidente na manifestação pró- fechamento do Congresso Nacional e do STF (Supremo Tribunal Federal) é uma tentativa de golpe contra a democracia.

“Atacar instituições, o Congresso, a Justiça e defender ditadura, num momento tão grave, é um ato covarde para tentar golpear nossa democracia. Estamos juntos com os 20 governadores, que em carta defendem o País e a manutenção das instituições democráticas”, afirmou na rede social.

Eliziane Gama disse ainda que Bolsonaro rompe com o povo, radicaliza o discurso e se comporta como amotinado.

“Em uma manifestação pedindo a volta do AI-5, Bolsonaro radicalizou de vez o discurso. Em cima de uma caminhonete, falou para sua claque de irracionais. Rompe com o povo que democraticamente o elegeu para se comportar como um amotinado. Temos Constituição, Sr. presidente”, postou a Eliziane Gama no Twitter.

Alessandro Vieira disse que o presidente precisa governar e cobrou a sanção do projeto (PLN 4) que autoriza o Executivo realizar operação de crédito de R$ 248,9 bilhões para cobrir as despesas obrigatórias.

“Não se governa da caçamba de uma pick-up. E não se lidera mentindo para as pessoas. O Jair Bolsonaro que chama para conversar o Centrão é o mesmo que grita fora velha política? Ou assina o PLN 4, mas diz que não negocia nada? Chega, vamos apontar cada mentira incoerente. João 8:32”, postou Alessandro Vieira em seu perfil no Twitter.

A maior parte do valor total previsto no PLN 4 (R$ 201,7 bilhões), aprovado dia 2 de abril pelo Senado, corresponde a benefícios previdenciários, como pensões e aposentadorias. O texto trata ainda de Bolsa Família, BPC (Benefício de Prestação Continuada), Plano Safra, dentre outros temas.

Para o Cidadania, defesa do adiamento das eleições é equivocada e atentatória à democracia

De acordo com o partido, a maior preocupação hoje deve ser com “os trabalhadores informais que perderão seu sustento, os mais vulneráveis nas comunidades Brasil afora que não podem cumprir as recomendações de prevenção e isolamento” com a pandemia do Coronavírus.

Continue lendo

Cidadania lança vídeo em homenagem ao Dia Internacional da Mulher

“A gente trabalha para que as mulheres brotem no bailão da democracia nas eleições de 2020” é o tema do vídeo (veja abaixo) que o Cidadania lançou nas redes sociais em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, que este ano será comemorado no próximo domingo (8).

“Se o poder insiste em ser masculino, advinha, a mudança é feminina”, diz a locutora da peça que tem roteiro inspirado no sucesso de “Tudo Ok”.