Alessandro Vieira e deputados cobram explicações do MEC sobre erros nas notas do Enem 2021

Parlamentares demonstram preocupação pelas ‘sucessivas reclamações’ sobre ‘possíveis erros e falhas’ na divulgação das notas do exame verificadas desde a edição de 2020 (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O líder do Cidadania no Senado, Alessandro Vieira (SE), e os deputados federais Tabata Amaral (PSB -SP) e Felipe Rigoni (PSL-ES) enviaram um ofício ao MEC (Ministério da Educação) cobrando explicações do titular da pasta, Milton Ribeiro, pelos erros nas notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2021, divulgadas na semana passada.

Nas redes sociais, candidatos reclamam das notas do exame e questionam o Inep (Instituto Nacional de Estudos Pesquisas Educacionais) sobre os resultados da prova aplicada no ano passado.

No documento ao MEC, Alessandro Vieira e os parlamentares demonstram preocupação pelas ‘sucessivas reclamações acerca de possíveis erros e falhas nas divulgações das notas do Enem desde a edição de 2020’.

“Ainda, erros nas notas do Enem afetam diretamente a confiabilidade dos estudantes e da sociedade brasileira nas provas e comprometem o acesso de milhões de estudantes à educação superior”, diz trecho do ofício.

Reclamações

Alguns estudantes que prestaram o Enem dizem que as notas estão aquém do desempenho, outros afirmam que a pontuação está alta demais ou que não a redação teve os mesmos critérios de correção de outras edições. Os parlamentares também querem explicações sobre as reclamações dos estudantes. 

Após a divulgação dos resultados do exame, a UNE (União Nacional dos Estudantes) pediu para o Inep revisar as notas do Enem já que diversos estudantes relatam erros.

A nota do Enem é usada na seleção de estudantes por universidades públicas e privadas no Brasil e até em instituições internacionais. (Com informações das agências de notícias)

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment