Para Alessandro Vieira, alterações na PEC dos Precatórios foram insuficientes

Senador diz que não seria necessário mexer na regra do teto de gastos para bancar o Auxílio Brasil (Foto: Reprodução/GloboNews)

Em entrevista ao Estúdio I da GloboNews (veja aqui) nesta terça-feira (30), o líder do Cidadania no Senado, Alessandro Vieira (SE), disse que as mudanças no texto da PEC dos Precatórios aprovadas na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) foram insuficientes e as soluções dadas foram ‘péssimas’, mas que o momento pede uma ‘redução de danos’.

Autor de um substitutivo global à PEC, o senador insistiu que não seria necessário mexer na regra do teto de gastos para bancar o Auxílio Brasil, programa social do governo federal que vai substituir o Bolsa Família. Segundo Alessandro Vieira, o substitutivo apresentado por ele e também pelos senadores José Aníbal (PSDB-SP) e Oriovisto Guimarães (Podemos-PR resolvia a questão retirando do teto, excepcionalmente em 2022, as despesas com precatórios.

A CCJ aprovou nesta terça-feira (30), por 16 votos a 10, o texto da PEC apresentado pelo relator, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), e agora a matéria segue para votação em plenário.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment