Alessandro Vieira pede convocação de filho de Bolsonaro para explicar ligação com lobista da Precisa

Marconny Albernaz de Faria é apontado como um dos intermediários da Precisa Medicamentos e por ter ajudado o Renan Bolsonaro na abertura de empresa de eventos (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

O líder do Cidadania no Senado, Alessandro Vieira (SE) apresentou um requerimento para convocar Jair Renan, filho do presidente Jair Bolsonaro, à CPI da Pandemia. Segundo o senador, o objetivo é colher depoimento do filho 04 do presidente sobre seus vínculos com o lobista do lobista Marconny Albernaz de Faria.

“Apresentei requerimento para convocar o senhor Jair Renan, para que ele possa dar pessoalmente um alô para a CPI e preste esclarecimentos sobre seus vínculos com o lobista Marconny Faria e supostas ameaças a parlamentares. A lei vale para todos”, postou o senador na rede social.

Ao ser questionado por Alessandro Vieira durante depoimento à CPI na última quarta-feira (15), Marconny confirmou que conhece Renan Bolsonaro e que chegou a comemorar aniversário em um camarote que pertencia ao filho do presidente Bolsonaro, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

A confirmação foi obtida após o senador insistir em saber sobre a atividade profissional do depoente e a razão de, nas mensagens de telefone obtidas pela comissão parlamentar de inquérito, ele ser identificado como alguém que possivelmente “desataria o nó da contratação” nos processos licitatório para aquisição de testes de Covid-19.

Marconny é apontado pela CPI como um dos intermediários da Precisa Medicamentos, empresa investigada pela comissão por suspeita de irregularidades no contrato de aquisição da vacina indiana Covaxin

A empresa Bolsonaro Jr. Eventos e Mídia, de propriedade de Renan Bolsonaro, foi aberta com o auxílio do lobista Marconny. 

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment