Eliziane Gama: Decisão de Kássio Marques prejudica trabalhos de investigação sobre VTCLog

Para senadora, CPI deve insistir para que decisão liminar do ministro que garantiu a ausência de motoboy a depoimento seja derrubada pelo plenário do STF (Foto: Reprodução/Agência Senado)

A líder do bloco parlamentar Senado Independente, Eliziane Gama (Cidadania-MA), disse nesta terça-feira (31) que a decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal),  Kássio Nunes Marques, que garantiu ao motoboy Ivanildo Gonçalves da Silva o direito de não comparecer à CPI da Pandemia,  prejudica o andamento das investigações sobre as ações da VTCLog.

“Ao contrário de decisões de outros ministros, esta proferida por Nunes Marques faculta o comparecimento nesta comissão de Ivanildo como testemunha, prejudica de forma impactante as apurações sobre esta empresa. Há muitas irregularidades em alguns de seus contratos com o governo federal”, criticou Eliziane Gama.

Representante da bancada feminina da CPI, a parlamentar é responsável pela análise das ações contratuais da VTCLog junto ao governo federal.

Ivanildo Dias é apontado como  responsável por sacar  R$ 4,7 milhões em dinheiro vivo em dois anos e depositado os recursos para fornecedores e clientes da empresa. Hoje (31), na reunião da CPI, foi apresentado um vídeo em que o motoboy aparece entrando em uma agência em horários, dias e locais nos quais constam em extratos de quitação das contas.

Eliziane Gama disse que a CPI deve insistir para que a decisão liminar de Kássio Marques seja derrubada pelo plenário do STF.

“Ivanildo é uma peça fundamental para que a comissão possa chegar a todos os grupos que são beneficiados pelo esquema: As apurações precisam alcançar todas as pontas que ligam à VTCLog, inclusive servidores e políticos”, afirmou.

Proteção

Por ser uma testemunha-chave da CPI, Eliziane Gama também defendeu que Ivanildo, a partir de agora, receba proteção de vida.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment