Para Eliziane e Alessandro, aprovação do uso emergencial da vacina contra Covid-19 é ‘vitória’ e ‘dia histórico para a ciência’

Senador diz que Butantan ‘honra a ciência brasileira’ e senadora espera que a aplicação dos imunizantes ‘seja rápida’ (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

Os senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e a líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (Cidadania-MA), destacaram nas redes sociais, neste domingo (17), a aprovação pela  Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), por unanimidade, do uso emergencial das vacinas contra a Covid-19 no País produzidas  pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca.

“Vitória da ciência que salva vidas! Parabéns para o Instituto Butantã, que honra a ciência brasileira e garante o início do processo de vacinação. Parabéns para a Anvisa, pelo trabalho de análise cuidadosa e célere. Chega de mentiras e ignorância homicida”, pediu Alessandro Vieira em seu perfil no Twitter.

“Dia histórico para a ciência brasileira e de mais esperança para a população. A Anvisa aprovou o uso emergencial de duas vacinas hoje – Coronovac e Oxford. Esperamos que a aplicação do medicamento seja rápida, salvando vidas e desafogando as unidades da saúde”, registrou Eliziane Gama no Instagram.

Todos os cinco integrantes da diretoria da Anvisa votaram a favor da aplicação das duas vacinas nos brasileiros, em reunião que durou mais de cinco horas. 

De acordo com  a agência de vigilância, no caso da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, a aplicação está condicionada à assinatura de um Termo de Compromisso e sua publicação no Diário Oficial da União.

Já vacina de Oxford, desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford e a capitaneada pela Fiocruz  poderá ser aplicada em grupos específicos a partir do momento que o laboratório produtor for comunicado, o que deveria ocorrer ainda neste domingo (17).

“Esperamos que a aplicação do medicamento seja rápida, salvando vidas e desafogando as unidades da saúde. E que a demagogia e o marketing oportunista não atrapalhem a ciência”, escreveu Eliziane Gama no Twitter.

Alessandro Vieira defende distribuição uniforme de vacinas contra Covid-19

Senador apresentou projeto aprovado pelo Senado que estabelece critérios técnicos de distribuição da vacina e a transparência na disponibilização do imunizante (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)

Autor do projeto (PL 4023/2020) já aprovado pelo Senado que estabelece critérios técnicos de distribuição da vacina contra a Covid-19 e a transparência na disponibilização do produto, o vice-líder do Cidadania, senador Alessandro Vieira (SE), defende a distribuição uniforme do imunizante em todo o território nacional.

O parlamentar ressaltou durante da apreciação do projeto, em dezembro, que o texto não tenta impor a vacinação.

“Vamos conseguir garantir vacina gratuita, efetiva e funcional para aqueles brasileiros que desejarem se vacinar. É muito importante [afirmar isso] neste momento de desinformação, de campanhas de fake news. O projeto de lei não torna a vacina obrigatória para nenhum cidadão. Torna apenas garantida a sua disponibilidade para aqueles que a desejarem.

 O PL  4023/2020 aguarda votação na Câmara dos Deputados e determina também que os grupos mais vulneráveis sejam priorizados na vacinação, inserindo essa obrigatoriedade na Lei 13.979/2020,  que regula as ações emergenciais de enfrentamento à pandemia. Essa medida, de acordo com o texto do projeto, deverá seguir parâmetros científicos estabelecidos em regulamento.

Segundo o relator da matéria, senador Nelsinho Trad (PSD-MS), a preocupação dos parlamentares é garantir que nenhuma cidade ou estado fique prejudicado ou tenha a imunização atrasada. Ele defendeu durante a apreciação do projeto que a vacinação siga a sistemática já adotada para outras campanhas do PNI (Programa Nacional de Imunizações), determinadas pelo Ministério da Saúde em âmbito nacional, respeitadas as especificidades regionais e locais. (Com informações da Agência Senado)

Eliziane e Alessandro lamentam as mais de 200 mil mortes pela Covid e destacam eficácia da vacina do Butantan

Senadores cobram imunização de todos brasileiros e ressaltam o papel da ciência para salvar vidas que a ‘ignorância despreza’ (Foto: Reprodução)

Os senadores do Cidadania Alessandro Vieira (SE) e Eliziane Gama (MA) registraram pesar nas redes sociais às 200 mil mortes pela Covid-19 no País e comemoraram a eficácia de 78% da vacina  desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

“No mesmo dia em que atingimos o número de 200 mil mortos pela Covid, temos a boa notícia da confirmação da eficácia da vacina do Butantã. Isso significa que será possível avançar no processo de vacinação com a produção nacional. A ciência salva vidas que a ignorância despreza”, afirmou Alessandro Vieira em seu perfil no Twitter.

Eliziane Gama ressaltou que as mortes pela Covid-19 não podem ser tratadas como números, mas vidas que se perderam, ao defender urgência na imunização de todos os brasileiros.

“Não descansaremos até que a vacina, essa valorosa arma contra a pandemia, seja disponível a todos os brasileiros”, escreveu na rede social.

“O Instituto Butantan há décadas presta serviços de excelência ao País e ao mundo, tem respaldo na comunidade científica, por isso a grande emoção com a notícia da eficácia de 78% na prevenção e 100% pra impedir que os infectados fiquem graves pela covid-19. Vitória da vida!”, completou a senadora.