Cidadania 23 MG lamenta morte de pai do secretário geral do partido Eugênio Mansur

O presidente do Cidadania 23 MG, deputado estadual João Vitor Xavier, lamentou neste domingo (06) o falecimento do senhor Nagib Mansur, pai do secretário partido em Minas Gerais, Eugênio Mansur. Sr. Nagib faleceu aos seus 78 anos, e seu velório será realizado no velório municipal de Pará de Minas, na tarde deste domingo. Em função das medidas sanitárias restritivas devido a pandemia do COVID 19 , os protocolos específicos serão seguidos, tendo a presença apenas de poucos familiares.

Nota de pesar

Em nome do CIDADANIA 23 de Minas Gerais, lamentamos o falecimento do senhor Nagib Mansur, pai do líder político e companheiro do partido, Eugênio Mansur. Oferecemos solidariedade extensiva a todos os familiares e amigos de Eugênio Mansur.

João Vitor Xavier
Presidente Estadual do Cidadania 23 Minas Gerais”

Nota de Pesar pelo falecimento do arquiteto Urbano Patto

O presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, lamentou, em nota de pesar divulgada neste domingo (30), o falecimento do militante histórico e dirigente do Cidadania, Urbano Patto Reis Filho, aos 60 anos, na noite deste sábado, em São Paulo.

Leia a nota:

Nota de pesar

O Cidadania lamenta o falecimento, aos 60 anos, do companheiro e militante histórico Urbano Reis Patto Filho, que acompanhou a evolução do partido por todos esses anos, do PCB ao Cidadania, passando pelo PPS. Arquiteto e mestre em Gestão e Desenvolvimento Regional, foi diretor da Agência Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte (AGEMVALE) e secretário de Infraestrutura e Planejamento da Prefeitura Municipal de Pindamonhangaba, da qual era concursado e onde fez carreira. Era também dirigente do Cidadania em Taubaté. O partido agradece toda a dedicação e o exemplo de Patto na vida pública. À família e aos amigos mais próximos, nossa solidariedade neste momento de dor.

Roberto Freire
Presidente Nacional do Cidadania

Coordenador do Diversidade 23 divulga nota de pesar pela morte do arquiteto André Piva

O coordenador do Diversidade 23, Eliseu Neto, divulgou nota de pesar nesta quinta-feira (19) pela morte do arquiteto André Piva, referencia na área e nas caudas LGBTs no Rio de Janeiro e no Brasil. Casado com o estilista Carlos Tufvesson, Piva faleceu aos 52 anos, vítima de leucemia.

Leia a nota abaixo:

Nota de pesar

Foi com profundo pesar que recebemos, no Diversidade 23, a notícia da morte precoce, aos 52 anos, do arquiteto André Piva, que enfrentava uma dura luta contra a leucemia. De luta, aliás, ele é exemplo. Firmou-se como referência em arquitetura no Rio de Janeiro, mas seu exemplo de vida para todos nós, da comunidade LGBTI, sobressai. Piva colocou o reconhecimento estético que alcançou a serviço das causas da diversidade e da igualdade. Seu casamento com o estilista Carlos Tufvesson, que ajudou a abrir caminho para que esse direito fosse reconhecido em todo o país, foi, além de um gesto de amor, um ato político. No ano passado, fechou com o Governo do Rio de Janeiro uma parceria para redesenhar os Centros de Cidadania LGBTI. Já agora, no fim dos seus dias, ajudou a minorar o sofrimento causado pela pandemia às famílias mais vulneráveis com uma campanha de arrecadação entre designers e arquitetos. Ao marido Carlos e aos demais familiares e amigos, nossos sentimentos. Que encontrem conforto na história vitoriosa que Piva construiu entre nós.

Eliseu Neto
Coordenador do Diversidade 23

Cidadania divulga nota de pesar pelo falecimento do ambientalista Alfredo Sirkis

O presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, divulgou, em nome do partido, nota de pesar pela morte, aos 69 anos, do ambientalista e político Alfredo Sirkis, fundador do Partido Verde. Sirkis foi vítima de um acidente de carro, nesta sexta-feira (10), no Rio de Janeiro.

Leia a nota:

Nota de pesar

Recebemos com pesar a notícia da morte trágica do ambientalista, jornalista, escritor, político e amigo Alfredo Sirkis, em um acidente de carro, nesta sexta-feira. Pioneiro, ao lado de Fernando Gabeira, Sirkis entendeu, antes de muitos de nós, a importância, o valor e a urgência da causa ambiental. Quis o destino que sua partida se desse nesse momento em que o governo central luta para destruir tudo o que Sirkis começou a construir, ainda em 1986, com o Partido Verde. Assim como Gabeira, Sirkis teve a coragem e a clareza de fazer a autocrítica sobre o equívoco da luta armada contra a ditadura militar no excelente Carbonários. Poucos tiveram tal coragem. Sua dedicação e seu exemplo ficam, a nos guiar no devido enfrentamento pela preservação da vida em todas as suas formas. À família, a nossa solidariedade neste momento doloroso.

Roberto Freire
Presidente Nacional do Cidadania

Cidadania lamenta a morte do jornalista Gilberto Dimenstein, aos 63 anos

O presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, divulgou, nesta sexta-feira (29), em seu nome e em nome do partido, nota de pesar pelo falecimento do jornalista Gilberto Dimenstein, vítima de um câncer no pâncreas aos 63 anos.

Leia abaixo:

Nota de pesar

O Cidadania lamenta a morte do jornalista Gilberto Dimenstein, aos 63 anos, vítima de um câncer no pâncreas. Era um homem, como poucos, maior do que sua biografia. Passou por jornais como Correio Braziliense, O Globo e Folha de S.Paulo e pelas Revistas Veja e Visão e nos deixa como legado não os furos e as capas que deu, mas seu vigor em defesa de justiça social e da democracia, algo especialmente importante nestes tempos em que vivemos. Aprendemos a ser mais humanos com sua coragem diante da vida e perseverança para enfrentar a doença, generosamente compartilhadas conosco. Sua voz ativa na vida pública do país fará falta. À família e amigos, nossa solidariedade.

Roberto Freire
Presidente Nacional do Cidadania

Roberto Freire lamenta a morte do dirigente histórico Walter Pinheiro

O presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, lamentou, em nome do partido, o falecimento do dirigente histórico partidário Walter Pinheiro. Pinheiro morreu na madrugada desta quinta-feira (7), aos 83 anos, vitima da Covid-19. Em nota, Freire destacou a firme atuação do historiador no partido e ofereceu condolências aos familiares e amigos.

Também o presidente estadual do Cidadania no Pará, o ex-deputado federal Arnaldo Jordy, lamentou o falecimento de Walter Pinheiro. “Estamos inconformados e tristes com a perda do amigo Walter Pinheiro que nos deixou após resistir bravamente, a cada minuto, na busca da vida, que ele tanto procurou valorizar em todos os seus momentos e dimensões“, afirmou.

Jordy ainda agradeceu ao amigo “pelos anos de convicta dedicação aos valores de justiça, liberdade, democracia e ética”. “Obrigado pela convivência e militância ao longo dos seus mais de 50 anos, sem nunca ter renunciado aos seus ideais. Fique em paz e na memória eterna da história”, afirmou.

“Nota de pesar

Em meu nome, e de todos aqueles que compõem o Cidadania, transmito, com pesar, a notícia do falecimento, aos 83 anos, do historiador e militante histórico do partido Walter Pinheiro, ocorrido na madrugada desta quinta-feira (7), em Belém, Pará. O falecimento deveu-se a complicações causadas pelo coronavírus.

Walter sempre atuou na política brasileira em prol da Educação. Na militância, ingressou no PCB (Partido Comunistas Brasileiro) antes do golpe militar de 1964, chegando a ser preso pelos militares. Sempre atuante, participou da fundação do PPS e, em seguida, do atual Cidadania, sem nunca ter renunciado ao seu compromisso político-partidário.

Faleceu fazendo ainda parte da direção do Cidadania no Estado do Pará. Lamentamos profundamente a grande perda e oferecemos nossos sentimentos, estimando paz e conforto aos familiares e amigos em momento tão triste.”

Brasília, 7 de maio de 2020

Roberto Freire
Presidente do Cidadania 23”