Manaus recebe o 1º Workshop do Cidadania 23

O Cidadania realizou no último sábado (1), em Manaus, o 1° Workshop Cidadania23, com a presença de Cláudio Vitorino de Aguiar, Fabiano Caldeira, Carlos Alberto e Roseane Nogueira. O objetivo do encontro foi capacitar pré-candidatos a vereadores na capital manauara e cidades do interior do Amazonas para as eleições de 2020.

No workshop, foram debatidos estratégias de campanha política e redes sociais, assim como a legislação eleitoral vigente, a importância da prestação de contas dos candidatos e a organização partidária.

Segundo o presidente estadual do partido, Elcy Barroso Júnior, o Cidadania trabalha com a meta de eleger 50 vereadores nas cidades do interior e quatro em Manaus. Além disso, o partido no estado pretende ter candidaturas majoritárias em 80% dos municípios.

“O partido só tem a crescer com estes trabalhos de preparação e capacitação aos pré-candidatos, fortalecendo assim a nominata eleitoral e as atividades partidárias”, afirmou.

Segundo o presidente da Executiva Municipal de Manaus, Jesus Alves, o partido foi o sexto mais votado no estado nas últimas eleições.

“O Cidadania teve um crescimento que foi expressado na última campanha para estadual, sendo o sexto partido mais votado com mais de 105 mil votos. Não é qualquer partido que oferece toda esta capacitação e planejamento aos pré-candidatos, preparando-os para as demandas que as eleições em 2020 vão exigir”, disse.

Além dos integrantes da legenda, o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado estadual Josué Neto (PSD), também participou do evento e elogiou a atuação do partido.

“O Cidadania é um nome excelente para o cenário político atual, pois permite aos eleitores sintonizar com o objetivo da eleição: a participação popular”, disse.

Cidadania-AM nomeia Comissão Provisória em Manaus para organizar o partido na capital visando eleições

O Diretório Estadual do Cidadania do Amazonas nomeou Comissão Provisória (veja aqui) para reorganizar o partido em Manaus após a renuncia do ex-presidente municipal, Manoel Almeida. A comissão será presidida pelo empresário Jesus Alves, que também é secretário-geral da legenda no estado.

“O partido precisa de organização, estruturação e é hora de deixar tudo azeitado para os companheiros. O Cidadania é um partido organizado e extremamente cioso das suas bases. A direção nacional não toma decisões sem ouvir os diretórios municipais e estaduais. A militância do partido tem voz. Essa é uma diferença que estamos procurando enfatizar, no Amazonas e em Manaus”, disse Jesus Alves.

De acordo com o segundo vice-presidente do Cidadania, Wober Júnior, a nova comissão terá o papel de organizar o partido no município e preparar quadros competitivos e alinhados com o pensamento da legenda para disputar as eleições 2020 e 2022.

“Comando sólido”

Jesus Alves elogiou a direção nacional do Cidadania e afirmou que o partido tem comando sólido e consciência de militância.

“Nosso objetivo, agora, é participar de forma cada vez mais organizada da vida municipal e estadual. Somos um dos poucos partidos à margem da onda de escândalos do País. E está fora disso por postura orgânica, comando sólido de Roberto Freire, e consciência da militância. É com essa visão que assumimos o diretório municipal”, afirmou.