Com voto do Cidadania, comissão convida ministro a explicar privatização da Petrobras

Jardim também quer que Sachsida esclareça mudança no percentual de álcool na mistura com a gasolina, questão do biodiesel e plano decenal de energia (PDE 2031)

Com voto do deputado Arnaldo Jardim (Cidadania-SP), a Comissão de Minas e Energia da Câmara aprovou nesta quarta-feira (18) convite ao ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, para explicar detalhes dos estudos de privatização da Petrobras.

Jardim, inclusive, subscreve um dos requerimentos que pede o comparecimento de Sachsida ao colegiado.

O convite foi aprovado após um acordo entre os integrantes da comissão, já que havia um requerimento que pedia a convocação do ministro. No caso de convocação, a autoridade é obrigada a comparecer à audiência pública.

Para Jardim, além de esclarecer o processo de privatização da estatal de petróleo, Sachsida precisa dizer à Câmara se haverá mudança no percentual de álcool na mistura com a gasolina, como fica a questão do biodiesel e o plano decenal de energia (PDE 2031) recém-lançado pelo ministério.

Para o deputado, a Petrobras precisa deixar claro qual é o seu funcionamento.

Segundo Jardim, a empresa ainda é bastante monopolista em determinados setores da economia.

“Reconheço que houve algumas alterações, mas a Petrobras é uma empresa monopolista que raciocina como empresa capitalista. As duas coisas não combinam diante do interesse do consumidor. Precisa se definir”, explica o parlamentar.

O convite ao ministro de Minas e Energia ocorre cinco dias após o Governo Federal publicar resolução, assinada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, que dá início aos estudos que embasam o processo de desestatização da Petrobras.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment