Secretaria de Mulheres realiza primeiro Congresso Nacional e elege nova direção

Zuleika Alambert, primeira deputada estadual do Partido Comunista Brasileiro (PCB), foi homenageada no encontro

Em homenagem a Zuleika Alambert, primeira deputada estadual do Partido Comunista Brasileiro (PCB) que introduziu na sigla a tese política sobre a condição da mulher brasileira, a Secretaria de Mulheres do Cidadania realizou neste sábado (7) o Primeiro Congresso Nacional do núcleo.

Durante seu discurso, a secretária Tereza Vitale falou do protagonismo de Zuleika, símbolo do movimento feminista mundial.

“Está fazendo 100 anos, nasceu junto com o Partidão, do qual fez parte da direção. Ela se aventurou na política e deu certo. Atuou incansavelmente no exílio, ajudando as brasileiras a superarem a ausência da pátria. Ela nos trouxe a primeira tese da condição da mulher, que até hoje faz parte do nosso partido”, destacou.

Tereza ressaltou ainda a importância da mulher no debate político. “Somos agentes da política e temos obrigação de agirmos dessa forma. De trazermos a sociedade pra perto da gente. Ainda temos pouca inserção, mas antes éramos invisíveis e hoje nos enxergam, porque damos visibilidade ao nosso trabalho e as leis nos ajudam”.

Para a secretária de Mulheres, Raquel Dias, apesar de todos os percalços e desafios, é preciso seguir avançando. “Espero que a coragem de Zuleika esteja nas nossas veias. E não temos que ocupar a política como os homens. Esse não é o nosso papel. A nossa ocupação será diferenciada, o nosso trato é diferenciado. Somos seres femininos e faremos a política brasileira e a política mundial de forma diferente. E é essa diferença que será exatamente a força dessa ocupação. Cada mulher que entra na política e se move para ela contribui com o novo”.

Em sua fala, Juliet Matos, que também é secretária de Mulheres do Cidadania, destacou os vários eventos que o núcleo realizou para debater a participação das mulheres nos espaços de poder.

“Desde que nos juntamos nessa formação [de Secretaria] tínhamos a missão de fazer esse congresso de mulheres, com representação da maioria dos estados. As mulheres do Cidadania têm um papel fundamental em várias lutas internas e externas, como no caso da resolução do TSE que determinou que esse ano o dinheiro de mulher tem que ir até a primeira parcial de contas. Foi um ganho direto da atuação do fórum de mulheres dos partidos e outras entidades da sociedade civil, da qual participamos ativamente”, observou.

Já Luzia Ferreira, integrante da Executiva Nacional do Cidadania, que fez parte da mesa de abertura do Congresso, lembrou que a luta por mais participação das mulheres e pela igualdade de direitos ainda encontra barreiras. “Temos inúmeras e a política é uma delas. É uma luta permanente. Precisamos nos organizar para ocupar os espaços e estarmos em qualquer lugar que a gente queira. É com esse pensamento que temos que nos organizar cada vez mais pra que esse país possa ser de fato uma democracia representativa de todos”, ressaltou.

Para Mariana Valentim, primeira mulher trans a fazer parte da direção nacional do Cidadania e pré-candidata a deputada federal, é possível mudar o cenário de sub-representação feminina com a ampliação da participação das mulheres em espaços de liderança.

“Não é apenas a questão da representatividade, é da qualificação, da competência, desse olhar feminino para dentro dos partidos. É uma luta que tem muitos desafios e eu me sinto orgulhosa aqui dentro da Secretaria de Mulheres de fazer essa construção. Nunca houve uma mulher trans no Congresso Nacional. Por outro lado, somos o país que mais mata trans no mundo. Temos a violência política de gênero. E o Cidadania busca essa representatividade plural, abraça essa questão das mulheres, da diversidade, da inclusão racial, da inclusão social”, elogiou.

Chapa Elas Lideram 23

Durante o evento, foi eleita a chapa com Ellen Cursino (SP), Juliet Matos (RJ), Mariana Valentim (DF), Raquel Dias (CE), Talien Eline Assis (SC), para a nova direção da Secretaria de Mulheres do Cidadania pelos próximos quatro anos.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment