Leila Barros e Eliziane Gama defendem ‘sanções políticas’ para Arthur do Val após fala sobre ucranianas

Senadoras dizem que declarações do deputado estadual do Podemos de São Paulo são ‘repugnantes’ e ‘asquerosas’ (Foto: Reprodução)

A procuradora Especial da Mulher do Senado, Leila Barros (Cidadania-DF), e a líder da bancada Feminina na Casa, Eliziane Gama (Cidadania-MA), divulgaram nota pública (veja abaixo) neste sábado (05) defendendo que o deputado estadual Arthur do Val (Podemos-SP), o ‘Mamãe Falei’, deve ‘sofrer as sanções políticas cabíveis’ por declarações machistas contra as mulheres da Ucrânia.

Durante viagem ao País invadido militarmente pela Rússia, para distribuir mantimentos e angariar fundos para entidades de ajuda humanitária na guerra, o parlamentar enviou na sexta-feira (04) uma série de áudios a um grupo de amigos no Whatsapp no qual descreve suas impressões sobre as mulheres da Ucrânia e, em um dos trechos, afirma que elas ‘são fáceis, porque são pobres’.

“São repugnantes, asquerosas e uma das maiores indignidades que já vimos. Agridem as mulheres, envergonham o Brasil, enxovalham a política. Pior, foram feitas em um contexto de guerra e dor. As palavras do deputado evidenciam que o machismo é um dado cultural que ultrapassa classes sociais e ideologias, contaminando até aqueles que, nas altas funções que exercem, deveriam zelar pelo humanismo e pelo respeito às mulheres, em atos e palavras”, diz um trecho do texto.

Após o vazamento de áudios, Arthur do Val abriu mão de sua candidatura ao governo de São Paulo. Em um comunicado em suas redes sociais, o parlamentar afirma que suas falas não são corretas ‘com as mulheres brasileiras, ucranianas e com todas as pessoas que depositam confiança’ em seu trabalho.

Nojento’ e ‘inaceitável’

O líder do Cidadania no Senado, Alessandro Vieira (SE), se manifestou na rede social sobre o episódio, classificando o áudio do deputado estadual como ‘nojento’ e ‘inaceitável’.

“É um feito impressionante ser um completo idiota em dois países simultaneamente, ainda mais com um deles em guerra! A falta de respeito do deputado exibicionista é nojenta e inaceitável. Espero que o desprezo visto hoje nas redes chegue às urnas. Precisamos de gente séria na política”, escreveu no Twitter.

Nota de Repúdio

A Procuradoria Especial da Mulher do Senado e a Bancada Feminina do Senado repudiam as declarações do deputado estadual paulista Arthur do Val, conhecido como Mamãe Falei, referindo-se a mulheres ucranianas. São repugnantes, asquerosas e uma das maiores indignidades que já vimos. Agridem as mulheres, envergonham o Brasil, enxovalham a política. Pior, foram feitas em um contexto de guerra e dor.

As palavras do deputado evidenciam que o machismo é um dado cultural que ultrapassa classes sociais e ideologias, contaminando até aqueles que, nas altas funções que exercem, deveriam zelar pelo humanismo e pelo respeito às mulheres, em atos e palavras.

Esse fato lamentável veio à tona no mesmo dia em que o ministro de Relações Exteriores da Ucrânia denunciou o estupro de mulheres ucranianas por soldados russos. O mesmo machismo que transforma as mulheres em objetos para os homens no cotidiano, como mostra a fala do deputado brasileiro, converte-as em alvos e troféus durante as guerras.

Conclamamos os partidos a varrerem a presença de homens torpes em suas fileiras. Em nenhuma esfera de poder os comportamentos agressivos às mulheres devem ser considerados naturais. Precisam ser punidos de maneira rigorosa, de acordo com a lei.

Que as declarações lamentáveis do deputado Arthur do Val levem o Congresso Nacional a olhar com mais responsabilidade e senso de justiça os inúmeros projetos em tramitação nas duas Casas, de interesse e de proteção às mulheres.

Esperamos que o deputado Arthur do Val peça desculpas à nação e às mulheres ucranianas. E que sofra as sanções políticas cabíveis, por tão desastrada fala.

Senadora Leila Barros (Cidadania-DF)

Procuradora Especial da Mulher do Senado

Senadora Elizian Gama (Cidadania-MA)

Líder da Bancada Feminina no Senado Federal

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment