Carmen Zanotto é eleita 1ª vice-presidente da Comissão Especial de Combater ao Câncer no Brasil

Deputada promete trabalhar muito para avançar em melhorias, discutir novos tratamentos existentes no mundo e garantir que sejam ofertados no SUS

A Comissão Especial de Combate ao Câncer no Brasil foi instalada nesta quinta-feira (10) na Câmara dos Deputados. Ao todo serão 34 membros titulares e 34 suplentes com a missão de unir esforços para alcançar melhorias e avanços no tratamento da doença, que atinge mais de um milhão de pessoas e tende a aumentar a cada ano, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA).

A deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SC) presidiu a abertura da Comissão e foi eleita a primeira vice-presidente para condução dos trabalhos do colegiado. Zanotto destacou os avanços alcançados, como a aprovação de projetos de sua autoria que estabelecem os limites de 30 dias para realização de exames para diagnóstico de câncer e de 60 dias para início do tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Mas afirmou que muito ainda precisa ser feito para garantir um tratamento de qualidade aos pacientes e familiares.

“Vamos trabalhar muito para que possamos avançar nas melhorias do tratamento de câncer no país, discutir os novos tratamentos que existem e garantir que esses tratamentos cheguem ao SUS, especialmente aos mais pobres. Há medicamentos que outros países já estão utilizando e no Brasil há uma demora para que esses medicamentos sejam autorizados e as pessoas com câncer não podem esperar”, afirmou Zanotto.

A parlamentar também ressaltou a importância de buscar aumentar o orçamento para a área, pois segundo ela “não basta ter os serviços se não tiver o financiamento adequado para esse serviço funcionar”. A comissão volta a se reunir na próxima quinta-feira para deliberação do plano de trabalho.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment