João Viana, jovem candidato do Cidadania em São Bernardo do Campo, é destaque no Estadão

Com apenas 20 anos, o estudante João Viana, um dos mais jovens candidatos do Cidadania nas eleições de novembro, foi destaque em reportagem do jornal O Estado de São Paulo desta segunda-feira (28). O texto aborda a chegada da chamada geração Z (nascidos após 1995) às urnas como candidatos.

“A gente pensa que o jovem é o futuro, mas o futuro se faz agora. O jovem é o presente”, diz ele, que disputará um mandato de vereador em São Bernardo do Campo, São Paulo.

Integrante do movimento cívico Acredito e formado na escola de renovação política RenovaBR, João Viana foca nas redes sociais e no voto jovem para alcançar o sonho de ser o mais jovem vereador da cidade. No Instagram, criou um projeto para mostrar o funcionamento da Câmara Municipal de São Bernardo chamado João e Câmara Secreta, uma referência ao universo de fantasia dos livros de Harry Potter, um imenso sucesso não apenas entre a geração Z.

Nas redes, ele conta que a ideia surgiu em 2018, quando ia à Câmara pra “aprender um pouco mais sobre a politica municipal, o que um vereador pode ou não fazer”.

“Mas o que aconteceu foi que eu cheguei lá e não me senti representado por nenhum dos vereadores. Pior do que isso, eu não me senti representado por nenhuma das práticas que havia lá dentro. Foi aí que eu decidi que eu queria mudar essa realidade”, avalia.

Para ele, a candidatura representa um passo na direção de aproximar “representantes e representados” e renovar as práticas políticas a partir de novas ideias. “Nas eleições de 2016, São Bernardo teve mais de 700 candidatos e só um deles tinha 20 anos de idade. A juventude está preparada pra assumir seu compromisso com o futuro. Mas isso não vai acontecer enquanto o vereador mais jovem da cidade tiver por volta de 40 anos”, observa.

“Não basta a gente reclamar da ineficiência dos políticos. A saída para os problemas das cidades, dos estados e do nosso país é pela política. Precisamos agir para eleger políticos que realmente sejam competentes e tenham compromisso com uma política cada vez mais conectada com as pessoas”, completa.

Acredito

João conta que no início discutia política e debatia a cidade nas redes, mas sentiu necessidade de transformar o ativismo digital em “ação política de fato”. Foi quando entrou no Acredito e começou a militar, inclusive cobrando os vereadores por redução na tarifa de ônibus, que sofreu aumentos em 2018 e 2019.

Mais recentemente se engajou na cobrança pela redução dos salários dos vereadores a fim de custear ações de combate à pandemia de Covid-19. Defende, ainda, quebra de privilégios de políticos, a conexão entre universidades e a Câmara de Vereadores, educação política para cidadãos comuns e ações como o IPTU Verde, que incentiva a adoção de práticas sustentáveis, como energia solar, por meio de descontos no imposto.

Sobre o Cidadania, ele diz que escolheu o partido pelo compromisso da legenda com a renovação política. “A boa política deve conter tanto o diálogo quanto a abertura pra renovação. E, no Cidadania, a gente vê desde o seu estatuto uma preocupação em equilibrar pautas sociais e pautas econômicas. Não tem como a gente pensar a economia sem pensar nas pessoas. São pautas complementares e não excludentes”, aponta.

Clique abaixo para ler a matéria do Estadão:

Forjada na instabilidade política, Geração Z estreia em eleições no Brasil

Cidadania lamenta falecimento do vereador de Itatiba (SP), Edvaldo Hungaro

O presidente do Cidadania, Roberto Freire, lamentou, neste domingo (12), o falecimento de Edvaldo Hungaro, vereador de Itatiba (SP), vítima de parada cardíaca. Veja abaixo.

Nota de pesar

Lamentamos o falecimento de Edvaldo Hungaro, estimado companheiro, vereador da cidade de Itatiba, SP, que foi dirigente do PCB/PPS, durante a maior parte de sua vida.

Nosso fraterno abraço à família enlutada, aos parentes e amigos por essa perda.

Roberto Freire
Presidente Nacional do Cidadania

Cidadania 23 aposta na força das mulheres para renovar a política do Ceará

Em comemoração ao dia Internacional das Mulheres, a Secretaria Estadual do Cidadania 23 Ceará promoveu mais uma edição do Café com Política que contou com a presença de pré-candidatas a prefeita e a vereadores em 2020.

Segundo a Secretaria Estadual de Mulheres do Cidadania 23, Ceará Ana Naira de Queiroz, a participação e o empoderamento feminino na política é fundamental para que as mulheres superem a sub-representação política presente hoje tanto no executivo , quanto nos legislativo.

“Somos mais de 50% da população e não temos está representação na política. Chegou a hora de renovar e a renovação política passa pelas mulheres.” Reforça Ana Naira .

Entusiasta da participação feminina na política, o presidente estadual do partido, Alexandre Pereira, afirmou que o Cidadania 23 dará todo o apoio as iniciativas da Secretaria Estadual de Mulheres e as pré-candidatas ao pleito de 2020. Dentre elas a Roberta Fontenele em Uruburetama, Telvânia Braz em Paramoti e Solange Baltazar em Monsenhor Tabosa que disputarão o executivo municipais nas respectivas cidades.

Ascom Cidadania-CE

Eleição 2020 – Cidadania de Salvador debate formação de chapa para disputa na capital

Segundo o presidente do partido na capital baiana, Joceval Rodrigues, a legenda tem mantido conversas adiantadas com pessoas interessadas em disputar a eleição municipal (Foto: Reprodução)

O Diretório Municipal do Cidadania de Salvador realizou, nesta segunda-feira (27), reunião para tratar das eleições municipais de 2020 na capital baiana. O objetivo do encontro foi a montagem de chapa que irá concorrer no pleito. O presidente estadual do partido e vereador soteropolitano, Joceval Rodrigues, afirmou que o partido realiza uma força-tarefa para concluir a formação da chapa.

“Diante das dificuldades de montagem de chapa, nós estamos fazendo uma verdadeira força-tarefa para angariar o maior número de candidatos e respeitando o prazo [eleitoral] que vence agora em abril. Essa reunião teve como foco a montagem da nominata de candidatos a vereador que disputarão vagas na Câmara de Salvador”, disse.

Apesar das dificuldades citadas, Joceval destacou que o Cidadania tem mantido conversas adiantadas com pessoas interessadas em disputar a eleição municipal em outubro.

“Nós estamos conseguindo vencer as dificuldades. Montar nessa situação [de novas regras eleitorais] é difícil. Temos muitos partidos e poucos candidatos. No nosso caso, venho me preparando há algum tempo. Muitas conversas adiantadas”, afirmou.

Além de Joceval Rodrigues, participaram do encontro a advogada do partido Rebeca Lima e os membros Bira Santos, Lourival Evangelista, Antônio Mota e Rosângela Teixeira.

Virmondes Cruvinel coordena debate com pré-candidatos a vereador de Goiânia

Virmondes coordena debate com pré-candidatos a vereador

Pré-candidato a prefeito do Cidadania diz que legenda tem legitimidade e propostas para melhorar a vida dos goianienses

Jornal Opção

Sob o comando do deputado estadual Virmondes Cruvinel, o partido Cidadania iniciou na semana passada um ciclo de capacitação de pré-candidatos a vereador para as eleições do ano que vem. Os encontros também funcionam para a apresentação do nome de Virmondes como pré-candidato da sigla à Prefeitura de Goiânia.

Presidente do diretório da capital, Virmondes Cruvinel foi estimulado a se candidatar a prefeito pelo presidente nacional da sigla, Roberto Freire. O Cidadania (ex-PPS) pretende lançar candidaturas nas principais cidades brasileiras, dentro de sua estratégia de atrair a filiação do apresentador Luciano Huck visando a disputa pela presidência em 2022.

Em seu segundo mandato como deputado, Virmondes foi o candidato a vereador mais votado de Goiânia em 2012, sua última participação no pleito municipal. Mesmo expandindo sua força eleitoral em várias regiões do Estado, a Capital continua sendo sua maior base e principal referência de sua atuação política.

No primeiro encontro com pré-candidatos a vereador da sigla, o jovem deputado apresentou as linhas de trabalho traçadas pelo Cidadania para as eleições municipais.

“O partido entende que, para melhorar a cidade, é preciso melhorar a vida das pessoas”, disse ele em sua palestra.

Saúde, educação, qualidade de vida e empreendedorismo estariam entre as prioridades, todas envolvidas numa proposta mais ampla para que Goiânia se torne uma cidade inteligente.

Esse conceito de cidade inteligente, já trabalhado por ele em projetos de lei na Assembleia Legislativa, visa capacitar a Capital a aproveitar melhor os avanços tecnológicos do mundo contemporâneo.

“Hoje, dispomos de infraestruturas e superestruturas tecnológicas que podem melhorar muito a vida do cidadão e ampliar bastante as oportunidades de desenvolvimento social e econômico”, disse o pré-candidato.

Virmondes também dividiu com seus colegas de partido algumas das experiências que tem vivido junto à Rede de Ação Política pela Sustentabilidade (Raps). Como uma das poucas lideranças de Goiás selecionadas para o programa, ele destacou a importância da renovação da política, baseada em ações práticas para a modernização do Estado e efetiva devolução de benefícios à sociedade.

Outros encontros já estão agendados, incluindo também as cidades que integram sua base como deputado.

“O Cidadania vem forte nas próximas eleições pois tem legitimidade e propostas que promovem um diálogo construtivo entre os movimentos sociais e as forças produtivas que integram o mercado”, concluiu Virmondes. (Jornal Opção – 09/12/2019)

Fonte: https://www.jornalopcao.com.br/bastidores/virmondes-coordena-debate-com-pre-candidatos-a-vereador-225117/

Vereador é expulso no Paraná por envolvimento na Operação Mustela

O Cidadania do Paraná divulgou nota pública (veja abaixo) comunicando a expulsão do partido do vereador de Bandeirantes, José Carlos Martins, o Zé Mano.

Nota sobre desdobramentos da Operação Mustela

Devido as notícias veiculadas sobre os desdobramentos da Operação Mustela, que trata da prática criminosa no SUS (Sistema Único de Saúde( em diversas cidades paranaenses, o Cidadania23 vem informar que, o vereador José Carlos Martins, o Zé Mano, do município de Bandeirantes, foi expulso do partido no dia 16 de setembro de 2019. O ofício foi recebido pelo TRE no dia 24 de setembro.

‘O Cidadania23 jamais vai permitir casos de corrupção ou desvio de conduta, a começar pelos nossos’, afirmou Rubens Bueno, deputado federal e presidente do Cidadania23 Paraná.