João Viana, jovem candidato do Cidadania em São Bernardo do Campo, é destaque no Estadão

Com apenas 20 anos, o estudante João Viana, um dos mais jovens candidatos do Cidadania nas eleições de novembro, foi destaque em reportagem do jornal O Estado de São Paulo desta segunda-feira (28). O texto aborda a chegada da chamada geração Z (nascidos após 1995) às urnas como candidatos.

“A gente pensa que o jovem é o futuro, mas o futuro se faz agora. O jovem é o presente”, diz ele, que disputará um mandato de vereador em São Bernardo do Campo, São Paulo.

Integrante do movimento cívico Acredito e formado na escola de renovação política RenovaBR, João Viana foca nas redes sociais e no voto jovem para alcançar o sonho de ser o mais jovem vereador da cidade. No Instagram, criou um projeto para mostrar o funcionamento da Câmara Municipal de São Bernardo chamado João e Câmara Secreta, uma referência ao universo de fantasia dos livros de Harry Potter, um imenso sucesso não apenas entre a geração Z.

Nas redes, ele conta que a ideia surgiu em 2018, quando ia à Câmara pra “aprender um pouco mais sobre a politica municipal, o que um vereador pode ou não fazer”.

“Mas o que aconteceu foi que eu cheguei lá e não me senti representado por nenhum dos vereadores. Pior do que isso, eu não me senti representado por nenhuma das práticas que havia lá dentro. Foi aí que eu decidi que eu queria mudar essa realidade”, avalia.

Para ele, a candidatura representa um passo na direção de aproximar “representantes e representados” e renovar as práticas políticas a partir de novas ideias. “Nas eleições de 2016, São Bernardo teve mais de 700 candidatos e só um deles tinha 20 anos de idade. A juventude está preparada pra assumir seu compromisso com o futuro. Mas isso não vai acontecer enquanto o vereador mais jovem da cidade tiver por volta de 40 anos”, observa.

“Não basta a gente reclamar da ineficiência dos políticos. A saída para os problemas das cidades, dos estados e do nosso país é pela política. Precisamos agir para eleger políticos que realmente sejam competentes e tenham compromisso com uma política cada vez mais conectada com as pessoas”, completa.

Acredito

João conta que no início discutia política e debatia a cidade nas redes, mas sentiu necessidade de transformar o ativismo digital em “ação política de fato”. Foi quando entrou no Acredito e começou a militar, inclusive cobrando os vereadores por redução na tarifa de ônibus, que sofreu aumentos em 2018 e 2019.

Mais recentemente se engajou na cobrança pela redução dos salários dos vereadores a fim de custear ações de combate à pandemia de Covid-19. Defende, ainda, quebra de privilégios de políticos, a conexão entre universidades e a Câmara de Vereadores, educação política para cidadãos comuns e ações como o IPTU Verde, que incentiva a adoção de práticas sustentáveis, como energia solar, por meio de descontos no imposto.

Sobre o Cidadania, ele diz que escolheu o partido pelo compromisso da legenda com a renovação política. “A boa política deve conter tanto o diálogo quanto a abertura pra renovação. E, no Cidadania, a gente vê desde o seu estatuto uma preocupação em equilibrar pautas sociais e pautas econômicas. Não tem como a gente pensar a economia sem pensar nas pessoas. São pautas complementares e não excludentes”, aponta.

Clique abaixo para ler a matéria do Estadão:

Forjada na instabilidade política, Geração Z estreia em eleições no Brasil

Roberto Freire: apresentador Luciano Huck terá participação importante nas eleições de outubro deste ano

O presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, afirmou em entrevista à Rádio Princesa FM, da Paraíba, nesta terça-feira (21), que o apresentador Luciano Huck terá papel importante nas eleições deste ano pela proximidade com candidatos, inclusive do partido, ligados aos movimentos de renovação política, como Agora e RenovaBR. Na avaliação de Freire, Huck pode ser a resposta para a busca por maior proximidade e renovação na política.

“Ele representa isso porque é uma pessoa antenada com esse mundo claramente do futuro. Basta ver o último artigo que ele escreveu sobre a Amazônia. Não fala de desmatamento para agricultura tradicional, não tem de desmatar nada, o que a Amazônia tem de sofrer é o impacto do 5G, das novas tecnologias. Ele compreende isso talvez pela juventude e pela integração ao mundo da tecnologia e tem boa formação política, boa visão de mundo”, elogiou.

Freire ponderou, contudo, que, embora continue como alternativa, o apresentador não se decidiu e está voltado agora para ações de solidariedade em razão da pandemia. “A política passou a ser algo de menor importância, importante é a vida. Tá havendo um certo movimento, porque as eleições estão aí, e ele vai ter, de qualquer forma, certa participação, porque muitos que estão no processo têm ligação com ele nesses movimentos sociais e cívicos”, analisou.

Força na Paraíba

O presidente do Cidadania destacou a vitória do partido ao conseguir incorporar às suas fileiras o governador da Paraíba, João Azevedo.

“É onde temos a maior força em todo o Brasil graças ao governador João Azevêdo que participa hoje do partido para a nossa honra e a sua presença no estado dá capilaridade e expansão ao Cidadania. Em Princesa, temos agora o prefeito Ricardo Pereira, que tem grandes chances de ser reeleito”, comemorou.

Freire disse que, ao fortalecer o partido, Azevêdo ajuda a construção de um projeto alternativo para 2022. Ele citou as 175 pré-candidaturas já confirmadas e observou que isso faz da Paraíba o estado em que, proporcionalmente ao tamanho, o Cidadania tem maior presença. O ex-parlamentar sublinhou ainda que a reeleição do governador será peça fundamental na transformação do partido em uma legenda de médio porte com chances protagonizar as eleições presidenciais.

Também entrevistado, o prefeito de Princesa Isabel, Ricardo Pereira, afirmou que os princípios da sua gestão estão norteados nos do partido e projetou uma campanha exitosa para além das 175 pré-candidaturas a prefeito do Cidadania no estado. Só em Princesa, ele estima que 7 dos 11 vereadores serão do partido.  Questionados a respeito das aliança com vistas às eleições de outubro, Freire afirmou que não haverá vetos e Pereira sustentou que o mais importante é o projeto de governo.

“Veto é radicalismo. Você busca para si a responsabilidade. Alianças são aceitas desde que você elabore uma plataforma de governo. O que temos de valorizar de verdade são projetos de governo que tenham a sociedade como a principal beneficiária”, defendeu Pereira.

O prefeito de Princesa lembrou, entre outros pontos, que a cidade foi contemplada com o selo Prefeito Amigo da Criança, da Fundação Abrinq, entre quatro que tiveram esse reconhecimento na Paraíba, e que o município é um dos 25 que integram o projeto Educar Para Valer, da Fundação Lemann, que oferece boas práticas de gestão às secretarias estaduais da área.

Cidadania apresentará o partido para formandos do curso do RenovaBR neste sábado, em São Paulo

O Cidadania23 será apresentado neste sábado (07), em São Paulo, a segunda turma da escola de formação política do RenovaBR. Além da apresentação, o partido promoverá um “Bate Papo” com os formandos e formandas do curso (veja abaixo). A primeira turma de formação da escola do RenovaBR contou com 133 alunos, dentre eles o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), o deputado federal Marcelo Calero (Cidadania-RJ) e o coordenador do Diversidade 23, Eliseu Neto.

A segunda turma do curso tem cerca de 1.400 alunos representando mais de 400 cidades brasileiras que nunca ocuparam cargos eletivos e que pretendem disputar as eleições municipais de 2020. Dentre os formandos está o dirigente do Cidadania de Minas Gerais, Pedro Auarek, que destaca a importância da formação política.

“O curso disponibilizado pelo RenovaBR é uma inovação na maneira de qualificar as pessoas para o mundo político. O curso é uma inovação na formação política de pessoas para que essas possam ser representantes nos seus municípios e estados como políticos capacitados e preparados para formularem políticas públicas para o desenvolvimento do Brasil. A formação proporciona aos alunos a superação de seus limites e é bastante positivo e inovador, pois qualifica os participantes, respeitando o viés ideológico e político a fazerem política por meio do diálogo, convergência e evidências, sem achismos e ideologias. Gostei bastante de ter participado. Foi cansativo, mas muito desafiador e motivador”, afirmou.

“Bate Papo”

O Cidadania promoverá um “Bate Papo” com os formandos e formandas do curso do RenovaBR sobre sua principais bandeiras e forma de atuar. O evento ocorrerá das 14h às 16h, no hotel Pergamon (Rua Frei Caneca, nº 80 – São Paulo). Além da conversa, o partido vai ser apresentado pelos dirigentes Maurício Huertas e Juliet Matos, em espaço disponibilizado pelo RenovaBR.

O encontro contará ainda com as presenças do presidente do Cidadania, Roberto Freire; do deputado federal, Arnaldo Jardim (Cidadania-SP); da vereadora da capital paulista, Soninha Francine (Cidadania); do secretário de Educação de Mato Grosso, Marco Marrafon; do dirigente e coordenador o Diversidade 23, Eliseu Neto; dentre outras lideranças do partido.

Segundo Pedro Auarek, que está coordenando a realização do “Bate Papo”, o objetivo é apresentar os posicionamentos do partido que está aberto aos formandos do RenovaBR para reconstruir a boa política no País.

“Queremos mostrar aos formandos do curso que o partido está aberto e preparado para reconstruir as relações de uma boa política no País, e que nós buscamos uma saída para a polarização entre a direita e esquerda para a construção de uma sociedade mais justa, com o crescimento da economia sempre junto do desenvolvimento social e sustentável. Que buscamos a construção de vínculos e que realmente estamos abertos para todos aqueles buscam o mesmo objetivo sem perseguição ideológica ou atitudes antidemocráticas. Pelo contrário, sempre defendendo o diálogo e a convergência de ideias de todos os atores políticos que quiserem construir uma Nação melhor junto ao Cidadania”, disse.

Pré-candidados do Cidadania de São Cristovão (SE) são selecionados para curso do RenovaBR

O movimento RenovaBR selecionou 28 representantes de Sergipe para o curso de formação política visando às eleições municipais de 2020. Entre os escolhidos estão Henrique Alves da Rocha e Ramiro Ferreira Santos, filiados ao Cidadania, e ambos de São Cristóvão (SE). Henrique é pré-candidato a prefeito da antiga capital de Sergipe, e Ramiro a vereador.

“Nós entendemos que a verdadeira renovação política não está no eleito, mas sim no eleitor. Cabe ao político se preparar para o exercício do mandato. Cuidar da coisa pública, cuidar de pessoas, da vida de pessoas, não pode ser encarado como uma aventura. Isso requer responsabilidade e dedicação”, define Henrique, que é coronel aposentado da Polícia Militar de Sergipe.

Ramiro é engenheiro Ambiental, tecnólogo em Saneamento Ambiental e cursa mestrado em Recursos Hídricos na Universidade Federal de Sergipe.

“Fazer parte deste seleto grupo de brasileiros, poder levar e elevar o nome de nosso município São Cristóvão é uma honra para nós que fazemos o Cidadania. Estamos nos preparando para mostrar aos sancristovenses que é possível, sim, fazer política com responsabilidade, com transparência e com respeito ao dinheiro público”, diz Ramiro Ferreira.

Preparação de lideranças

O RenovaBR prepara lideranças de diferentes opiniões e partidos que têm em comum a crença de que a política é um lugar de honestidade, de diálogo e de dedicação.

A escola RenovaBR foi idealizada em 2017 pelo paulista Eduardo Mafarej, formou sua primeira turma em 2018 objetivando a participação nas eleições daquele ano, mas o curso de 2019 foi remodelado e voltado às eleições municipais de 2020. 

Este ano o curso recebeu mais de 34 mil inscritos – destes, apenas 1.400 foram aprovados, sendo 269 nordestinos e os 28 sergipanos. Henrique e Ramiro participaram neste último final de semana, no Recife (PE), do módulo presencial, com mais de 200 representantes dos municípios do Nordeste. (Com informações do Blog Jozailto Lima)