Daniel Coelho: Reabertura de shoppings e não de escolas mostra falta de critério pra retomada de atividades

O deputado federal Daniel Coelho (Cidadania-PE) criticou, nesta segunda-feira (29), a falta de critérios responsáveis para a reabertura dos serviços no País. Segundo ele, vários gestores optaram por liberar atividades não essenciais, como os shoppings e partidas de futebol, enquanto deveriam priorizar as escolas.

“A volta das atividades mostra como no Brasil a Educação é algo menos importante. Em todos os países desenvolvidos, a primeira atividade a voltar foi a escola. Aqui, a Educação é serviço não essencial. Primeiro, abre shopping e futebol. Aí deixam o futuro das crianças para depois, apontou.

O parlamentar usou o planejamento feito pelo governo alemão como exemplo. No país, as instituições educacionais estão reabrindo aos poucos, recebendo inicialmente os alunos mais velhos. O conhecimento sobre os perigos do Coronavírus foi o principal fator para escolha da faixa etária. Antes de entrar em sala de aula, a higiene é obrigatória, assim como o respeito às regras de distanciamento.

“Com cuidados e medidas de proteção, a primeira e mais importante atividade a ser planejada para a volta deveria ser a Educação. Há risco? Sim. Toda e qualquer atividade trará riscos. A questão é do que entendemos ser serviço essencial”, destacou Daniel Coelho.