Em ampla aliança, João Vitor Xavier é o nome do Cidadania na disputa pela prefeitura de Belo Horizonte

Um dos mais queridos nomes do jornalismo esportivo mineiro, o deputado estadual João Vitor Xavier, conhecido por sua atuação na Rádio Itatiaia e na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, é a cara do Cidadania na disputa pela Prefeitura de Belo Horizonte, capital do estado. Com amplo leque de alianças, o parlamentar terá como vice o empresário Leonardo Bortoletto, do DEM, e o maior tempo de televisão entre os candidatos.

“É possível construir uma Belo Horizonte melhor. Depois da chuva vem o arco-íris. Podemos construir uma cidades mais alegre, menos carrancuda e menos arrogante. Uma [cidade] mais próxima, afetuosa e carinhosa. Essa é a cidade que cresci, que amo e que vivo. É a cidade que temos que devolver ao belo-horizontino”, defende ele, para quem, o Brasil e as relações sociais mudaram e, com elas, também o voto.

João Vitor espera que essa mudança se expresse também na vitória do Cidadania em novembro. Além do DEM, estão na chapa do parlamentar PSB, PSL, PL, PMN e PTB, numa demonstração de força logo na largada do processo eleitoral. Com esses partidos, buscará bater nas urnas o candidato à reeleição Alexandre Kalil (PSD), que toca a gestão, na avaliação dele, de forma ineficiente e sem fazer os investimentos necessários na cidade.

Como o momento é de crise, o candidato diz ser possível fazer Parcerias Público-Privadas (PPPs) que permitam maiores investimentos do setor privado desonerando a prefeitura de gastos, possibilitando, assim, alocar recursos em outras áreas deficitárias. A iniciativa garantiria a geração de empregos e o aquecimento da economia da cidade, aumentando, dessa forma, a arredação municipal.

Ele também pretende atrair fundos de investimento internacionais para projetos a curto, médio e, sobretudo, longo prazos. João Vitor criticou a falta de vontade do atual prefeito em aprofundar as PPPs em áreas como Educação, Saúde e Infraestrutura. E lembra que o modelo já existente e criado na gestão passada é eficiente, faltando apenas que Kalil executasse.

Aplicadas à Saúde, as PPPs, segundo o deputado, poderiam restruturar os postos de saúde da capital, extremamente importantes por representarem o primeiro local ao qual o cidadão recorre na busca por atendimento médico. Ele também quer repactuar a relação da prefeitura com os hospitais filantrópicos e trabalhar para colocar as consultas eletivas em ordem também por meio de parcerias com hospitais privados.

Projetos sociais

O deputado critica Kalil por manter confronto aberto com os governos federal e estadual, postura que, em sua visão, trouxe transtornos para toda a população, e diz que vai rever a relação a fim de abrir caminho para investimentos em infraestrutura em BH – entre outros, na área de saneamento básico.

Será necessário, contudo, eleger prioridades, observa, tendo em vista o grande volume de necessidades. Mas pondera que elas estariam melhor atendidas se houvesse uma boa gestão dos recursos. A cidade é umas das capitais com melhor arrecadação no Brasil: R$ 13 bilhões.

João Vitor também defende a retomada do projeto “Vila Rica”, voltado para a construção de moradias para pessoas de baixa renda, e a criação de projetos humanizados e individualizados para dar alternativas às pessoas em situação de rua, replicando iniciativas bem-sucedidas na área por outro prefeito do Cidadania, o de Vitória-ES, Luciano Rezende.

Perfil

João Vítor Xavier, 38 anos, foi eleito para o seu primeiro cargo público em 2008, como vereador por Belo Horizonte, e está, atualmente, no terceiro mandato como deputado estadual. Na Assembleia Legislativa, renunciou ao auxílio-moradia logo no primeiro dia de mandato, votou pelo fim do 14º e 15º salários para os parlamentares da Casa, pelo fim do pagamento de “horas extras” para os deputados e pelo fim do voto secreto na Casa.

Montes Claros e Divinópolis

Em Minas Gerais, o Cidadania também está na cabeça de chapa em duas cidades importantes: Montes Claros e Divinópolis. Em MOC, o nome é o de Humberto Souto, que disputa a reeleição, em ampla aliança fechada com outros 11 partidos: PSL, PSD, PDT, MDB, DEM, PSDB, Solidariedade, PTB, PSC, Patriota e Rede.

Em Divinópolis, o nome do partido é o do advogado Fabiano Tolentino, ex-vereador, ex-deputado estadual, ex-deputado federal e que também já foi secretário de Esportes do munícipio. Já fechou o apoio do PL. Tolentino defende transformar Divinópolis em uma cidade inteligente, desburocratizar os serviços, garantir novos investimentos, melhorar a Educação e valorizar o servidor público.

Cidadania de MG oficializa candidatura de Humberto Souto à reeleição em Montes Claros

O Cidadania de Minas Gerais oficializou, nesse sábado (12), o lançamento da candidatura de Humberto Souto à reeleição para a Prefeitura de Montes Claros (MG). A coligação “Pra Frente Sempre” é formada pelo PSL, Rede, Patriota, PSD, PDT, PSC e Solidariedade e terá como vice o ex-secretário de Obras e Infraestrutura, Guilherme Guimarães (PSL).

Ao falar aos participantes da convenção, realizada na Câmara Municipal da cidade, Humberto Souto argumentou que o objetivo da reeleição é continuar trabalhando, com seriedade e dedicação, por Montes Claros.

“Sou candidato à reeleição para evitar que o passado [político] retorne. Fizemos uma administração revolucionária e não a entregaremos para a velha política do clientelismo. O povo entendeu que é possível administrar uma cidade como Montes Claros mesmo com poucos recursos”, observou.

Souto defendeu a necessidade de uma reforma administrativa e de racionalizar os serviços em meio a um cenário de incertezas para o próximo ano em razão da pandemia de Covid-19.

“Vamos continuar trabalhando pelo resgate da dignidade do nosso povo com caráter e honra. Olhar papel por papel. Saber como o dinheiro está sendo gasto. Aceito essa nova candidatura para que possamos concluir o trabalho que já iniciamos. Queremos mostrar para a população que é possível construir uma cidade ainda melhor”, sustentou.

Presidente do partido em Minas Gerais, o deputado estadual João Vitor Xavier elogiou a força de vontade de Souto em continuar trabalhando por Montes Claros.

“Humberto Souto é um exemplo de gestor público. Homem de vida pública integra e honesta. Ele tem trabalho e serviço prestado por Minas Gerais. O que impressiona é a sua energia em lutar pelas causas do povo mineiro. Quem dera se todas as cidades no estado fossem comandadas por pessoas como ele”, avaliou

O presidente do Cidadania, Roberto Freire, disse que a gestão de Souto à frente de Montes Clareos deve levar a população a reelegê-lo prefeito mais uma vez. “Possui chance de ser reeleito devido à gestão séria que realizou. Não tenho dúvida de que essa caminhada é o recomeço de uma grande gestão e que será ainda melhor nos próximos quatro anos”, destacou.

Eleição 2020 – Humberto Souto pretende disputar reeleição em Montes Claros (MG)

Prefeito adotou uma política de austeridade fiscal após desvios em administrações anteriores (Foto: Reprodução)

O prefeito do Cidadania de Montes Claros (MG), Humberto Souto, é pré-candidato à reeleição. Ele adotou uma política de austeridade fiscal, de melhorias dos aparelhos públicos e de fornecimento de serviços essenciais à população. Aos poucos, a cidade tem recuperado a sua dignidade após a prisão do ex-prefeito, Ruy Muniz, sob a acusação de desvios dinheiro de público.

Perfil

Bacharel em Direito pela Faculdade Brasileira de Ciências Jurídicas do Rio de Janeiro, iniciou a carreira pública como vereador de sua cidade natal, Montes Claros, em 1962. Em 1974 elege-se deputado federal, o primeiro de seis mandatos consecutivos.

Em 1995 é indicado pela Câmara dos Deputados para exercer o cargo de ministro do Tribunal de Contas da União. Permanece de 1995 a 2004, quando se aposenta. Foi presidente do TCU de 2001 a 2002.

Em 2006 retorna à política elegendo-se deputado federal, pela 7ª vez, no PPS (atual Cidadania).

Retornou à Câmara dos Deputados em 19 de de dezembro de 2012, na vaga deixada por Carlaile Pedrosa, que renunciou ao mandato de deputado federal para assumir a Prefeitura de Betim (MG).

Em 2016 foi eleito prefeito de Montes Claros no segundo turno, pelo PPS, com 123.156 votos (65,31% dos válidos), derrotando Ruy Muniz, do PSB, que buscava a reeleição. Tomou posse como prefeito em 1º de janeiro de 2017.

Prefeitura de Montes Claros (MG) libera R$ 500 mil para financiar ações ambientais

O prefeito de Montes Claros (MG), Humberto Souto, do Cidadania, assinou na semana passada os termos de fomento de 24 projetos preliminarmente aprovados no chamamento público do Codema (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente e Recursos Renováveis de Montes Claros). Neste ano, por meio do Famma (Fundo Municipal do Meio Ambiente), serão investidos cerca de R$ 500 mil em ações de preservação, conservação e revitalização do Meio Ambiente, educação ambiental, e sustentabilidade. Os recursos serão liberados em breve.

Humberto Souto disse que a assinatura dos termos foi o “fechamento com chave de ouro do Dia Mundial do Meio Ambiente”. Segundo ele, “é uma alegria estar contribuindo para este trabalho, que produz frutos econômicos e sociais. A gente fica feliz, são recompensas que a gente tem por exercer o mandato de prefeito. Vale a pena crer, buscar, somar. Temos que ter esperança, já que estamos vivendo um momento muito egoísta”.

Serão R$ 350 mil a mais do que na primeira edição, quando 600 famílias foram beneficiadas. O número de projetos aprovados também aumentou significativamente de 8, no chamamento de 2017, passou para 24, em 2019, mostrando que a criação do Chamamento Público foi uma decisão benéfica, despertando o interesse de lideranças e representantes de entidades, instituições e Organizações Não Governamentais para a participação em ações de sustentabilidade e de geração de emprego e renda.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Paulo Ribeiro, falando aos representantes das associações beneficiadas, explicou que a razão do sucesso do projeto é o fato do dinheiro ser passado diretamente para “vocês, que estão atuando na ponta. Fica muito mais barato, e o recurso público é aplicado com mais eficiência”.

O secretário informou que o próximo edital será focado no cercamento de nascentes, com a liberação de cerca de R$ 3.500 para cada hectare a ser cercado. Ao todo, devem ser investidos R$ 250 mil de recursos do Famma, para aquisição de arame farpado e postes. (Com informações da Prefeitura de Montes Claros)

Meio Ambiente: Montes Claros (MG) inaugura parque ecológico em espaço urbano

A cidade de Montes Claros, no Norte de Minas Gerais, inaugurou nesta quarta-feira (05), Dia Mundial do Meio Ambiente, o Parque Ambiental Cândido Canela, localizado no Bairro Canelas (veja abaixo).

Humberto Souto (esq.)

Governado pelo prefeito Humberto Souto, do Cidadania, o município tornou-se uma das cidades mineiras com mais áreas verdes dentro do espaço urbano.

Souto disse que a prefeitura investe na criação de áreas verdes em busca da melhoria de qualidade de vida da população, oferecendo opção para que os moradores possam fazer caminhadas e outros exercícios físicos, já que o Parque Cândido Canela receberá também uma quadra poliesportiva e uma academia ao ar livre.

“Apesar das dificuldades iniciais, estamos realizando obras por todas regiões da cidade. Sempre sonhei em ser prefeito, para atender às necessidades da população. Agora este sonho está se tornando realidade. Por isso, vamos continuar juntos, realizando um bom trabalho”, destacou Humberto Souto, lembrando que é preciso ter otimismo, disposição e entusiasmo para fazer com que as obras avancem e atendam os interesses coletivos.

Montes Claros recebe novo parque ecológico no Dia Mundial do Meio Ambiente

Município do Norte de Minas se tornou uma das cidades mineiras com mais áreas verdes dentro do espaço urbano

Luiz Ribeiro – Estado de Minas

Montes Claros, no Norte de Minas tornou-se uma das cidades mineiras com mais áreas verdes dentro do espaço urbano. Nesta quarta-feira, Dia Mundial do Meio Ambiente, foi inaugurado o Parque Ambiental Cândido Canela, localizado no Bairro Canelas, fundo do terminal rodoviário.

Este é o quinto parque ecológico instalado na cidade. Antes, o município já contava com outros quatro parques municipais: Milton Prates, Mangueiras, Sapucaia, Sagarana e o Parque Estadual da Lapa Grande. Este último, administrado pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF), conta com 15.320 hectares, situado a cinco quilômetros da área urbana.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Paulo Ribeiro, disse que a Prefeitura prepara a instalação de mais três áreas verdes: o Parque Belvedere, que abriga a antiga Lagoa dos Portugueses, entre os bairros Camilo Prates e Belvedere; o Parque Antônio Jorge (Mangues), entre os bairros Park Residencial Sul e José Corrêa Machado e uma outra área de preservação que será criada junto ao novo Distrito Industrial, na Estrada da Produção, em parceria com a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig).

O secretário municipal de Meio Ambiente, Paulo Ribeiro, disse que a Prefeitura prepara a instalação de mais três áreas verdes: o Parque Belvedere, que abriga a antiga Lagoa dos Portugueses, entre os bairros Camilo Prates e Belvedere; o Parque Antônio Jorge (Mangues), entre os bairros Park Residencial Sul e José Corrêa Machado e uma outra área de preservação que será criada junto ao novo Distrito Industrial, na Estrada da Produção, em parceria com a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig).

“Hoje, se considerarmos o Parque da Lapa Grande, podemos dizer que Montes Claros, em breve, terá uma extensão de áreas verdes maior do que a de Curitiba”, afirmou o secretário Paulo Ribeiro. De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONG), a Capital Paranaense conta com índice área verde por habitante cinco vezes maior do que o recomendável, que é de 12 metros quadrados por morador.

O Parque Cândido Canela inaugurado nesta quarta-feira tem área de 19 mil metros quadrados, que foi toda cercada e conta com pista de caminhada e esculturas, confeccionadas por artistas plásticos da cidade. A área verde foi instalada em um local que era frequentado por usuários de drogas e vândalos.

As obras de urbanização do imóvel contaram com a atuação de oito detentos inseridos no projeto social “Além das Prisões”. Eles contam com remissão de pena – redução de um dia de reclusão para cada três dias trabalhados.

O prefeito de Montes Claros, Humberto Souto (PPS), destacou que a Municipalidade investe na criação de áreas verdes em busca da melhoria de qualidade de vida da população, oferecendo opção para que os moradores possam fazer caminhadas e outros exercícios físicos. Nesse sentido, o Parque Cândido Canela receberá também uma quadra poliesportiva e uma academia ao ar livre.

Igualdade 23 destaca Seminário de promoção da igualdade racial em Montes Claros (MG)

O Coletivo Igualdade 23 destaca em nota pública (veja abaixo) a realização do “Seminário Promoção da Igualdade Racial” nesta sexta-feira (5), iniciativa da prefeitura de Montes Claros (MG), cidade do Norte de Minas Gerais governada pelo prefeito Humberto Solto, do Cidadania.

Nota Pública

A Coordenação Nacional do Coletivo Igualdade 23, do Cidadania 23, parabeniza o município de Montes Claros (MG) em nome do prefeito Humberto Souto (Cidadania) pela iniciativa de promover o “Seminário Promoção da Igualdade Racial” nesta sexta-feira, dia 5 de abril.

Conforme divulgado, a proposta faz referência ao Dia Internacional de Luta Pela Eliminação da Desigualdade Racial, celebrado em 21 de março. O evento tem como realizadores a Coordenadoria de Igualdade Social da Prefeitura de Montes Claros, em parceria com a Escola do Legislativo.

Desejamos que a atividade tenha pleno sucesso e alcance o objetivo de informar e sensibilizar o público presente sobre a relevância das políticas públicas de igualdade racial tão importantes numa nação como o Brasil, que ainda tem muito a enfrentar quando se trata do anseio em termos uma sociedade de fato igualitária.

Coordenação Nacional do Coletivo Igualdade 23 – Cidadania 23