Aprovado projeto de Carmen que obriga uso de máscara em voos domésticos

A Comissão Externa de Enfrentamento ao Coronavírus aprovou projeto da deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SC) que torna obrigatório o uso de máscara em voos domésticos enquanto durar a pandemia da Covid-19. A máscara também deverá também ser usada durante o embarque e o desembarque. A proposta (PL 2515/20) está incluída entre os projetos prioritários que serão apreciados pelo Plenário da Câmara.

A iniciativa de autoria da relatora do colegiado prevê a restrição do consumo de alimentos durante o voo. O serviço de bordo só será permitido às gestantes, lactantes, crianças de até dois anos de idade e aos passageiros que estão com recomendação médica.

“Essas medidas são necessária para evitar a disseminação do coronavírus a bordo da aeronave, que é um ambiente com pouco espaço e praticamente sem distanciamento físico. É imprescindível que possamos reforçar ao máximo a proteção dos passageiros durante o voo”, enfatizou Zanotto.

De acordo com o projeto, o consumo de água será permitido desde que seja servida em recipiente próprio do passageiro ou fornecida pelo serviço de bordo quando a mesma for solicitada.

Veículos Escolares

O projeto de Carmen Zanotto que autoriza o uso de veículos escolares para o transporte de profissionais da saúde e de pacientes de Covid-19 também faz parte da lista das propostas prioritárias da comissão externa que serão apresentadas ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Covid-19 – Alessandro Vieira coordena iniciativa para produção de máscaras de proteção em Sergipe

De acordo com o senador sergipano, o objetivo é garantir uma produção inicial de 6 mil máscaras (Foto: Jane de Araújo/Agência Senado)

Atendendo à demanda crescente por meios de proteção e prevenção ao contágio do Covid-19, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) está coordenando uma iniciativa de produção e distribuição de máscaras em Sergipe, em parceria com os empresários Milton Andrade e Gustavo Gomide, além de profissionais da área de saúde, como os médicos Emerson Ferreira e Antônio Samarone. O modelo de máscaras de tecidos foi desenvolvido com base nas máscaras existentes, e começaram a ser produzidas nesta terça-feira (24).

De acordo com o senador sergipano, o objetivo é garantir uma produção inicial de 6 mil máscaras para uso de profissionais da área de segurança, limpeza e cidadãos comuns que estão em situação de vulnerabilidade. As máscaras serão produzidas em tecido TNT 100% polipropileno com camada dupla e poderão ser reutilizadas após processo simples de desinfecção.

“Estas máscaras vão reduzir a demanda por material hospitalar por indivíduos que não estão envolvidos no atendimento direto a pacientes de Covid-19, mas que também buscam maior segurança no exercício das suas atividades”, disse Alessandro Vieira.

Os profissionais de saúde podem usar a máscara de tecido juntamente com os protetores de rosto de acetato. Os dispositivos aumentam a segurança dos profissionais diretamente envolvidos no atendimento aos pacientes.

“É momento de união. Temos uma empresa local que transformou sua cadeia de produção para criar o que precisamos neste momento. Vamos apoiar”, pediu o parlamentar.