Em nota, Roberto Freire lamenta morte do jornalista Clóvis Rossi

O presidente do Cidadania, Roberto Freire, lamentou nesta sexta-feira (14) a morte do jornalista Clóvis Rossi, aos 76 anos, em São Paulo. Freire destacou a seriedade e o compromisso profissional do jornalista com os valores democráticos e republicanos do País. O dirigente também apresentou condolências aos amigos e familiares de Rossi.

Nota de Pesar pelo falecimento do jornalista Clóvis Rossi

Com profundo pesar que em meu nome e dos que fazem o PPS-CIDADANIA registro o falecimento do grande jornalista Clóvis Rossi, cujo exemplo de seriedade e compromisso com a liberdade e os valores da Democracia e da República, o tornou uma referência obrigatória para seus colegas de profissão e todos democratas do país.

À família enlutada a certeza de que todos os brasileiros também estão, por essa enorme perda.

Roberto Freire
Presidente do Cidadania”

#BlogCidadania23: Morre o jornalista Clóvis Rossi

Um ícone do jornalismo, sem dúvida. Grande jornalista, excepcional repórter, ser humano de primeira qualidade.

Perdemos mais um dos insubstituíveis! Morre Clóvis Rossi. Morre um pouco a boa informação.

Triste. :´(

Vale reler seus artigos mais recentes, publicados na Folha de S. Paulo, outros tantos republicados neste blog, e relembrar alguns de seus pensamentos:

“Num pais de miseráveis não é surpresa a barriga vir na frente da ética e da moral.”

“Não adianta pregar aos convertidos, é preciso inventar e por em prática meios que arrebatem.”

“Jornalismo, independentemente de qualquer definição acadêmica, é uma fascinante batalha pela conquista das mentes e corações de seus alvos: leitores, telespectadores ou ouvintes. Uma batalha geralmente sutil e que usa arma de aparência extremamente inofensiva: a palavra, acrescida, no caso da televisão, de imagens. Mas uma batalha nem por isso menos importante do ponto de vista político e social. […] Entrar no universo do jornalismo significa ver essa batalha por dentro, desvendar o mito da objetividade, saber quais são as fontes, discutir a liberdade de imprensa no Brasil.” (#BlogCidadania23)

Sindicato repudia apelo do prefeito de BH por afastamento de jornalista que é deputado do Cidadania

O Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais divulgou nota (veja aqui e abaixo) em repúdio ao apelo do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (sem partido), pela demissão do jornalista e deputado estadual, João Vítor, filiado recentemente ao Cidadania de Minas Gerais.

Sindicato repudia apelo do prefeito Kalil por afastamento de jornalista

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais repudia a manifestação do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, pelo afastamento do radialista João Vítor Xavier de programa esportivo na rádio Itatiaia. João Vítor é deputado estadual pelo partido Cidadania e, segundo Kalil, faz críticas à sua administração no seu programa.

O apelo foi feito pelo prefeito em conversa informal com jornalistas, inclusive profissional da Itatiaia, no dia 29/5, segundo relato de Os Novos Inconfidentes.

O Sindicato considera essa atitude inadmissível. A lei assegura a João Vítor o exercício da profissão até abril do próximo ano, caso pretenda se candidatar a um novo mandato em 2020. Afastá-lo do seu trabalho, assim como a qualquer jornalista, por criticar a administração pública, configura clara censura à imprensa.

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista