Pré-candidata do Cidadania vai disputar município cearense envolvido em escândalo de estupro

O Cidadania do Ceará tem como pré-candidata a prefeita em Uruburetama a jornalista Roberta Philomeno. A presença de uma mulher na disputa pela prefeitura da cidade nas eleições de 2020 é simbólica, pois o município se viu recentemente envolvido em um escândalo no qual o médico e ex-prefeito, José Hilson de Paiva, estuprou diversas mulheres em consultas médicas.

Continue lendo

Pré-candidata do Cidadania vai disputar município cearense envolvido em escândalo de estupro

O Cidadania do Ceará tem como pré-candidata a prefeita em Uruburetama a jornalista Roberta Philomeno. A presença de uma mulher na disputa pela prefeitura da cidade nas eleições de 2020 é simbólica, pois o município se viu recentemente envolvido em um escândalo no qual o médico e ex-prefeito, José Hilson de Paiva, estuprou diversas mulheres em consultas médicas.

Roberta Philomeno afirmou, em entrevista ao Portal do Cidadania que a sua principal proposta de campanha será o “total resgate do município”. Ela destacou a sua ligação histórica com Uruburetama, já que o avô foi o primeiro prefeito do município e responsável por introduzir a energia elétrica na cidade, a segunda no estado a receber a benfeitoria. Ela lamentou a situação de descaso do município que há 30 anos sofre com a ingerência e a corrupção.

“De uns trinta anos para cá a cidade vem sendo saqueada pelos políticos. Uruburetama vem perdendo distritos e algumas pessoas, por conta do escândalo recente envolvendo o ex-prefeito, vem transferindo os seus títulos de eleitores para outras localidades. Tenho toda uma carreira profissional já consolidada, mas preciso fazer algo [pela cidade]”

Roberta Philomeno, pré-candidata do Cidadania em Uruburetama-CE

Resgate da autoestima

Roberta Philomeno disse que, caso eleita, realizará o resgate da autoestima do município que hoje, segundo ela, está em baixa. Ela defendeu melhorias na saúde e educação e afirmou que disponibilizará psicólogos para realizar um trabalho com as mulheres da cidade.

“Um povo que tem autoestima não aceita pessoas como o Dr Hilson. Vamos fazer um trabalho com psicólogos para resgatar a autoestima das mulheres da cidade e defender seu empoderamento. Mulheres informadas sabem o que está acontecendo ao redor. Baterei muito na tecla da educação sexual, porque muitas são estupradas e não entendem isso. As pessoas que estudam lá conseguem passar em vestibular de medicina, mas não conseguem cursar por falta de recursos. A saúde da cidade também está acabada. Temos muitos casos de doenças como Aids, sífilis e gonorreia. Enfim, começarei a minha gestão, se eleita, do zero. O objetivo é arrancar a parte podre da cidade, moralizar a máquina pública e tratar daquilo que a sociedade local pede e tem direito”, defendeu.

Perfil

Roberta Philomeno é natural de Fortaleza e graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal do Ceará onde atualmente faz a sua segunda graduação em Direito. Trabalha desde 2004 no jornal O Povo e começou como repórter do caderno “Buchicho” do periódico, mas se dedicou vocacionalmente ao começar a assinar a coluna “Beleza”. Atualmente é uma profissional multimídia atuando na TV, rádio, internet e na mídia impressa.

Confira o perfil de outras pré-candidatas a prefeita do partido

Any Ortiz – Porto Alegre (RS)

A deputada estadual pelo Cidadania do Rio Grande do Sul Any Machado Ortiz é advogada. Ela foi assessora do deputado estadual Luciano Azevedo na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Em 2008 concorreu, sem sucesso, a vereadora de Porto Alegre pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Em 2010, concorreu a deputada estadual pelo PSDB. Any obteve quase sete mil votos e não conseguiu se eleger. Nas eleições municipais de 2012 foi eleita vereadora de Porto Alegre pelo então PPS, hoje Cidadania, com 5 940 votos.

Na Câmara Municipal da capital, foi líder da bancada do seu partido, segunda secretária da Mesa Diretora, presidente da Escola do Legislativo e vice-presidente da Comissão de Defesa do Consumidor, Direitos Humanos e Segurança Urbana. Any também integrou a Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Juventude, a frente parlamentar para criação de bairros e a que combate maus tratos contra os animais. Em 22 de dezembro de 2014, despediu-se da Câmara de Vereadores para assumir o mandato de deputada estadual. Ela foi eleita deputada com 22.553 votos.

Tayana Dantas – Vila Velha (ES)

Tayana Dantas começou sua vida profissional como atriz, roteirista e dramaturga aos 18 anos de idade. Atuou em diversos seriados de televisão, filmes de longa-metragem e peças de teatro. Também escreveu roteiros de peças, de filmes e de propagandas que venceram editais e prêmios nacionais. Logo após se formar, fundou sua empresa de Gestão de Marcas e conteúdos, a Vibe Marcas com Propósito, uma empresa que já começou com grandes clientes de porte nacional. Após adentrar o universo do empreendedorismo Tayana Dantas se especializou em Liderança Global pela THNK School of Creative Leadership em Lisboa, em Administração pelo Insper São Paulo e agora faz Mestrado em Segurança Pública.

Tayana já trabalhou nas áreas de marketing e gestão de empresas como Azul Linhas Aéreas, Shoppings Sá Cavalcante, UVV e Simplesmente. Atualmente engajada em galgar uma vaga como prefeita da cidade de Vila Velha, Tayana atualmente dirige seu discurso político contra os atuais vereadores do Município, os quais ela acusa de serem os mantenedores da situação de calamidade em que Vila Velha se encontra.

Em suas redes sociais, divulgou que iria entregar um abaixo-assinado ao presidente da Câmara de Vereadores de Vila Velha, Ivan Carlini. O documento pede que o mesmo não seja mais candidato; porém, no dia anunciado, Tayana sequer apareceu nas dependências da CMVV, nem mandou nenhum representante.

Loreny Roberto – Taubaté (SP)

A vereadora de Taubaté (SP) Loreny Roberto é mestranda em Gestão e Desenvolvimento Regional na Universidade de Taubaté. Especialista em Controle da Gestão Pública Municipal (UFSC) e Bacharel em Gestão de Políticas Públicas (USP).

Co-criadora da Planus do Brasil, negócio social para o fortalecimento de cidades que atua implementando ferramentas de gestão democrática para os municípios (principalmente da Região Metropolitana do Vale do Paraiba com foco em processos participativos para transformação e ampliação das capacidades.

Tânia Eberhardt – Joinville (SC)

Tânia Eberhardt, com uma longa carreira de serviços públicos prestados, exerceu mandato de vereadora, sendo também secretária municipal do Bem Estar, secretária da Saúde de Joinville. Posteriormente, foi secretária estadual da Saúde e também dirigiu o Hospital Regional de Joinville. Por onde passou deixou sua marca de competência e comprometimento com o serviço público. Com informações da internet.

Projeto de Rubens Bueno acaba com prescrição para crime de estupro contra menores de 14 anos

O deputado federal Rubens Bueno (Cidadania-PR) apresentou nesta quinta-feira projeto (PL 4667/2019) que torna imprescritível o crime de estupro de vulnerável, que é aquele praticado contra menores de 14 anos. Atualmente a legislação prevê que o tempo para a prescrição começa a contar na data em que a vítima fizer 18 anos, variando conforme o tamanho da pena e podendo chegar até 20 anos.

“Hoje um criminoso que comete esse delito abominável pode escapar de uma punição caso a denúncia e a abertura do processo não ocorram dentro do prazo estabelecido. Queremos acabar com isso. Até porque muitas vítimas desse tipo de crime passam por um trauma enorme e demoram anos para tomar a coragem necessária para denunciar o agressor”, afirma o deputado.

Rubens Bueno lembra ainda que hoje somente são imprescritíveis os crimes de racismo e a ação de grupos armados, civis ou militares, contra a ordem constitucional e o Estado Democrático.

“Existem crimes que, de tão repugnantes, não desaparecem jamais da lembrança dos integrantes da sociedade. São crimes que, passe o tempo que for desde sua consumação, devem continuar a demandar investigação e resposta por parte do Estado. E esse deve ser o caso do estupro contra vulneráveis”, defende.