Da Vitória comemora inclusão de pescador e marisqueiro na lista da renda emergencial

O deputado Da Vitória (Cidadania-ES) comemorou nesta sexta-feira (17) a aprovação pelo plenário da Câmara do projeto (PL 873/20) que amplia a lista de trabalhadores que poderão ser beneficiados com a renda mínima emergencial de R$ 600.

O texto inclui pescadores artesanais, marisqueiros, catadores de caranguejo entre outros trabalhadores que poderão pedir o benefício.

Devido às alterações feitas pelos deputados, o texto terá que retornar ao Senado Federal. Entre as medidas que foram incluídas na proposta consta a não obrigatoriedade de o beneficiário ter CPF para conseguir o recebimento da renda mínima emergencial, como se exige atualmente.

Da Vítória ressaltou a sensibilidade do Parlamento de beneficiar os informais que ficaram fora da proposta do governo.

“Este projeto que acabamos de aprovar traz certo alívio financeiro a várias categorias de trabalhadores que estão em situação muito difícil por causa da pandemia do novo coronavírus. Só aqui no meu estado, são mais de 20 mil pessoas que vivem da pesca e estão sem poder alimentar suas famílias”, disse o coordenador da bancada capixaba no Congresso Nacional.

“Quadro desesperador”

Em documento encaminhado ao Ministério da Agricultura pela bancada capixaba, o deputado do Cidadania fez relato do “quadro desesperador” desses trabalhadores informais no Espírito Santo. “É preciso criar alternativas de sobrevivência para essas pessoas que estão sem poder trabalhar”, alertou Da Vitória.

Coronavírus: Rubens Bueno pede a ministro contratação emergencial de médicos e enfermeiros

O deputado federal Rubens Bueno (Cidadania-PR) enviou nesta quarta-feira (25) pedido ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, solicitando a contratação emergencial de profissionais de nível médio, técnico e superior da área da saúde, como médicos, enfermeiros, laboratoristas, psicólogos, técnicos de enfermagem e auxiliares, tendo em vista a imediata necessidade de otimizar toda rede de assistência do SUS e oferecer atendimento eficiente para população em meio a crise da pandemia do coronavírus.

“Estamos vivenciando uma alarmante situação de vigilância sanitária que de forma inesperada tomou conta de todo o mundo. Diante do crescimento de casos no Brasil da infecção humana pelo novo coronavírus (COVID-19 ) e a existência da perspectiva de um aumento considerável e preocupante no número de casos nas próximas semanas, é que temos que estar preparados para este momento grave e inédito e intensificar ainda mais a contratação”, afirmou o deputado no requerimento enviado ao ministro.

Rubens Bueno lembrou ainda que o diretor-geral da Organização Mundial sa Saúde (OMS), Tedros Adhanom, alertou que a pandemia está acelerando. Foram 67 dias do primeiro caso reportado até atingir 100 mil casos, mais 11 dias até 200 mil e somente quatro dias para chegar a 300 mil casos confirmados. E agora os casos confirmados já ultrapassam os 400 mil casos e tendo se espalhado por 190 países. “É preciso agir, rápido e com a seriedade que o momento requer. O Brasil saberá reconhecer as ações que o Ministério da Saúde está realizando em prol de todos”, reforçou o parlamentar, para quem o Ministério da Saúde tem trabalhado fortemente junto aos Estados para aumentar o número de leitos disponíveis.