Globonews destaca que Lula busca apoio de Eliziane Gama para tentar conter fake news entre evangélicos

De acordo com a apuração do canal de TV por assinatura, “Lula quer atuação ‘intensa’ da senadora” na campanha (Foto: Pedro França/Agência Senado)

A jornalista Camila Bomfim, da Globonews, destacou nesta quinta-feira (06) que a campanha do ex-presidente Lula (PT) quer o apoio da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) para tentar combater a disseminação de fake news contra o petista entre os evangélicos no segundo turno da eleição presidencial (veja abaixo matéria do G1).

“Integrantes do comitê petista avaliam que Eliziane Gama, evangélica e filha de pastor, pode atuar como uma “ponte” entre Lula e os evangélicos”, descata a reportagem.

Lula busca apoio da senadora Eliziane Gama para tentar conter fake news entre evangélicos

Senadora é evangélica e filha de pastor. Aliados de Bolsonaro têm disseminado fake news contra Lula entre evangélicos; TSE já determinou que conteúdo seja retirado do ar.

Camila Bomfim – GloboNews

A campanha do ex-presidente Lula (PT) buscará apoio da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) para tentar combater a disseminação de fake news contra o petista entre os evangélicos.

Integrantes do comitê petista avaliam que Eliziane Gama, evangélica e filha de pastor, pode atuar como uma “ponte” entre Lula e os evangélicos.

Aliados do presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, têm disseminado fake news contra Lula entre evangélicos. Na última terça (4), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou que o conteúdo seja retirado do ar.

O colunista do G1 Valdo Cruz informou que Bolsonaro tem como estratégia a chamada “guerra santa” para ganhar apoio entre os evangélicos.

Lula quer atuação ‘intensa’ da senadora

Diante desse cenário, o próprio ex-presidente Lula quer uma atuação “intensa” de Eliziane Gama entre os evangélicos.

A senadora deu declarações críticas a Bolsonaro durante todo a campanha eleitoral deste ano. Mas Lula quer colocar de pé é um plano estratégico para se fazer mais presente entre este público.

Segundo interlocutores do petista, Lula telefonou para Eliziane, e a senadora respondeu que gostaria de atuar como “ponte” entre ele e o eleitorado evangélico, mas que precisa “pactuar” esse plano, com compromissos do presidente e com as pautas das quais não abre mão.

Parlamentares evangélicos avaliam que o desempenho de Bolsonaro nesse segmento se deu porque, antes dele, os políticos tinham pouca ou nenhuma aproximação com os evangélicos.

E que ele ocupou esse espaço vazio, encampando a pauta de costumes, que é tão cara aos evangélicos e, principalmente, se fazendo muito presente e também por meio de Michelle Bolsonaro, evangélica atuante e forte cabo eleitoral do presidente nesse segmento.

Simone Tebet já tem vantagem numérica sobre Ciro em grupos específicos, mostra Datafolha

Margem de erro é maior em nichos do eleitorado, mas revela tendências (Foto: Divulgação)

Mônica Bergamo – Folha de S. Paulo

Ciro Gomes (PDT) já perde de Simone Tebet (MDB) ou empata com ela em nichos específicos do eleitorado, de acordo com a pesquisa Datafolha divulgada na semana passada.

LUPA
Ciro tem 7% do total de intenção de votos, contra 5% de Tebet —uma situação de empate técnico, mas com vantagem numérica para ele. Em outros grupos, no entanto, o pedetista aparece literalmente empatado —ou até mesmo em desvantagem.

LUPA 2
As margens de erro para segmentos específicos são maiores do que os dois pontos da amostra geral do eleitorado. Mas dão pistas sobre as tendências dos grupos. Entre os que têm de 45 a 59 anos, por exemplo, os dois aparecem empatados, com 6% cada um, e sem vantagem numérica alguma para Ciro.

LUPA 3 

Entre os aposentados, novo empate: Ciro tem 7%, e Tebet tem os mesmos 7%.

LUPA 4 

Os dois aparecem com percentual idêntico também entre os eleitores da região sul (6%) e Centro Oeste (7%) –no nordeste, Ciro, que é do Ceará, está à frente, com 8% contra 2% de Tebet.

ULTRAPASSAGEM

Já entre desempregados que procuram emprego, Tebet tem ligeira vantagem numérica: ela aparece com 5%, contra 4% de Ciro; e ganha entre as donas de casa, por 6% contra 3% de Ciro. (Folha de S. Paulo – 13/09/2022 https://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2022/09/simone-tebet-ja-tem-vantagem-numerica-sobre-ciro-em-grupos-especificos-mostra-datafolha.shtml)