No Correio, Daniel Coelho diz que Cidadania não tem pretensão nenhuma de “ser governo”

BRASÍLIA-DF – CORREIO BRAZILIENSE

Leonardo Cavalcanti (interino)

Os efeitos da estratégia de Bolsonaro no Nordeste

… é mais embaixo

O problema em construir apoio passa pelo Nordeste, mas vai além. Afinal, a construção da base governista no Parlamento está nos líderes. Na Câmara, tirando a oposição, oito partidos são liderados por deputados nordestinos que, juntos, comandam 184 deputados. São os casos do PSC, Cidadania, PP, PL, PSD, Solidariedade, DEM e PTB. E, por ora, é baixa a disposição para compor com o governo. O líder do Cidadania, Daniel Coelho (PE), por exemplo, garante que não há nenhuma pretensão do partido em “ser governo”.

Coluna do Correio Braziliense destaca questionamento de Daniel Coelho ao ministro da Educação

Brasília-DF – CORREIO BRAZILIENSE

Denise Rothenburg

“Se o presidente não comanda e não é seguido (pelos ministros), fica difícil partir para projetos maiores”

Do líder do Cidadania, Daniel Coelho (PE), ao confrontar o ministro Abraham Weintraub sobre o descontingenciamento dos recursos do Ministério da Educação, prometidos pelo presidente Jair Bolsonaro.

Correio cita projeto de Alessandro Vieira para sustar decreto que amplia porte de armas

BRASÍLIA-DF

Denise Rothenburg

Armas em litígio I

O senador Alessandro Vieira (Cidadania -SE) e os deputados Felipe Rigoni (PSB-ES) e Tábata Amaral (PDT-SP) apresentaram um projeto de decreto legislativo para sustar o decreto do presidente Jair Bolsonaro que ampliou o porte de armas. “O decreto invadiu competências do Legislativo. É flagrantemente inconstitucional”, diz o senador. Ele considera que Bolsonaro não poderia ter estendido o porte de armas municiadas que são de uso restrito.

No Correio, Paula Belmonte diz esperar que CPI do BNDES ‘tenha mais resultados que outras’

BRASÍLIA-DF – CORREIO BRAZILIENSE

Denise Rothenburg

Ajuda do TCU

Depois de aprovar a convocação do ex-ministro Antonio Palocci e do ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Luciano Coutinho, a cúpula da CPI que investigará os empréstimos do banco nos governos petistas seguiu direto para o TCU em busca de apoio técnico e relatórios. “Eles vão nos ajudar muito, uma vez que alguns contratos do banco já passaram por duas auditorias. Esperamos que esta CPI tenha mais resultados que as outras”, diz a vice-presidente da CPI, deputada Paula Belmonte (Cidadania-DF).