Cidadania-PR lembra os 20 anos do assassinato de Miguel Donha

Pré-candidato a prefeito pelo PPS, antecessor do Cidadania, foi assassinado em 22 de janeiro de 2000

O Diretório Estadual do Cidadania do Paraná divulgou nota pública (veja abaixo) pelos 20 anos do assassinato de Miguel Donha, bancário com base em Almirante Tamandaré (PR), na região da Grande Curitiba, e filiado ao PPS, antecessor do Cidadania.

A morte de Miguel Donha chocou o Paraná no início de 2000. Ele foi assassinado no dia 22 de janeiro daquele ano e era o principal nome da oposição para a disputa das eleições para a Prefeitura de Almirante Tamandaré.

Em 2017, Azemir Manfron, irmão do ex-prefeito da cidade, Antonio Cesar Manfron de Barros, foi condenado por mandar matar Donha. A Justiça do Paraná decretou dia 23 de julho de 2019 sua detenção, realizada em 10 de setembro deste mesmo ano. Porém, Azemir recorreu e foi solto no final de 2019.

“Miguel Donha: Duas décadas de um crime sem solução

No dia de hoje [22]completam-se 20 anos do assassinato de Miguel Donha, bancário de profissão, político por essência, com base na cidade de Almirante Tamandaré (PR) e pertencente aos quadros do Cidadania23 (sucessor do PPS).

A morte de Miguel Donha chocou o Paraná no início de 2000. Assassinado no dia 22 de janeiro daquele ano, Donha era filiado ao PPS (atual Cidadania23) e o principal nome da oposição para a disputa das eleições para prefeito do município de Almirante Tamandaré, na Grande Curitiba, que na época era comandada por César Manfron, candidato à reeleição. Na noite do crime, ele e sua mulher, Iara, retornavam de um casamento quando foram abordados por dois homens no portão da chácara do casal. Ambos foram levados até Rio Branco do Sul e, no trajeto, Iara foi abandonada pela dupla. Em seguida, os criminosos dispararam contra as pernas de Donha, que teve uma artéria perfurada e não resistiu.

Três semanas após o crime, a polícia prendeu o mecânico Edson Farias, acusado de ser o autor dos disparos. Edson identificou seu comparsa apenas como Zé e disse que havia sido contratado por um motorista da prefeitura, Antônio Martins Vidal, o Tico Pompílio, para dar um “susto” em Donha. Em troca do serviço, Edson receberia R$ 300 e um cargo na prefeitura. O irmão do prefeito, Azemir João de Barros, conhecido como Azemir Manfron, chegou a ser citado nas investigações por participação no crime. Edson, Tico Pompílio e um cunhado do motorista foram assassinados no decorrer do processo. O motorista da prefeitura seria apenas o contratante do crime, restando à Promotoria a tarefa de identificar os verdadeiros mandantes.

Em 2014 o cúmplice, José Geraldo, foi condenado com a pena de 13 anos e 7 meses de reclusão, porém, está foragido.

Em 2017, Azemir Manfron, irmão do ex-prefeito de Almirante Tamandaré Antonio Cesar Manfron de Barros, foi condenado por mandar matar o pré-candidato a prefeitura em 2000, Miguel Donha. Ele foi condenado a 16 anos, sete meses e 15 dias de prisão. A Justiça do Paraná decretou no dia 23 de julho de 2019 a sua detenção, que foi realizada em 10 de setembro deste mesmo ano. Porém, Azemir recorreu e foi solto no final de 2019.

Diretório Estadual do Cidadania23 do Paraná

Cidadania-PR expulsa prefeito e vice de São Jerônimo da Serra

Ambos foram notificados pelo Conselho de Ética para prestarem esclarecimentos sobre os fatos, porém, não apresentaram defesa

Em virtude da operação “Dejá Vù” realizada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) que resultou na prisão do prefeito de São Jerônimo da Serra, João Ricardo de Mello, e do vice-prefeito, Laércio Pereira Correia, o Diretório Estadual do Cidadania do Paraná, seguindo parecer do Conselho de Ética, decidiu pela expulsão dos mandatários do partido.

Ambos foram notificados pelo Conselho de Ética para prestarem esclarecimentos sobre os fatos, porém, não apresentaram defesa.

“O Cidadania23 prega o mais rígido apego à legalidade e jamais se eximirá de cobrar de seus integrantes o respeito à dignidade social e ao bom exemplo de atuação de seus filiados e, em especial, de seus mandatários. O nosso partido não compactua com desmandos de quem quer que seja, a começar dos nossos”, afirmou o deputado federal e presidente do Cidadania-PR, Rubens Bueno.

Cidadania-PR realiza projeto Pé na Estrada em Curitiba

Na capital paranaense, o encontro reuniu cerca de 120 pessoas de Curitiba e da região metropolitana (Foto: Reprodução)

Curitiba recebeu nesta segunda-feira (25) a 10º etapa do Pé na Estrada 2019 do Cidadania do Paraná. O projeto vem sendo realizado em todas as regiões do estado e é um evento tradicional na história da sigla no Paraná, e desta vez antecede as eleições municipais. Na capital paranaense, o encontro reuniu cerca de 120 pessoas de Curitiba e da região metropolitana.

O Pé na Estrada teve como pauta debate sobre a ampliação da participação da sigla na região, a reestruturação de diretórios municipais, promoção de filiações visando as eleições de 2020 e a divulgação do novo nome e logomarca do partido. Durante o encontro também foi realizada a apresentação de diversos pré-candidatos a prefeitos e vereadores.

Segundo o presidente do Cidadania de Curitiba e superintendente do Esporte e da Cultura do Paraná, Hélio Wirbiski, o evento foi um sucesso.

“Foi um grande encontro e que serve de exemplo para todos que estão na política. Nesta reunião debatemos a boa política e com responsabilidade. Além disso, a grande quantidade de pré-candidatos a vereador que apresentamos, deixando assim a nossa chapa de Curitiba quase completa para 2020, junto do indicativo de candidatura própria em Curitiba e diversas outras cidades da região metropolitana reafirmou que o evento foi um sucesso”, afirmou,

Já o vereador do Cidadania de Curitiba, Herivelto Oliveira, destacou a importância deste debate para o futuro.

“A politica precisa de novas ideias. Por isso, o próximo prefeito não pode pensar somente no mandato dele ou no próximo. Ele tem que pensar no próximo século. O que estamos fazendo hoje tem que ser projetando o futuro e sempre evoluindo. É assim que pauto meu trabalho e acredito ser o melhor para todos”, ressaltou.

A ex-deputada ítalo-brasileira, Renata Bueno, falou da importância de compartilhar as verdadeiras e boas ideias da política.

“Este é o momento de mostrar que somos um partido decente e que se preocupa em fazer a boa política. Com a chegada das redes sociais, temos a possibilidade de distribuir e semear este excelente debate ainda mais rápido, porém, sempre combatendo as fakenews, que no final, só prejudicam a nossa sociedade”, destacou.

O presidente estadual do Cidadania do Paraná e deputado federal Rubens Bueno, ressaltou os objetivos do projeto.

“O Pé na Estrada está completando 20 anos e tem como maior objetivo levar as informações partidárias, eleitorais e políticas para todos os cantos do estado. Em todos os anos ímpares rodamos o Paraná com reuniões regionais debatendo o que está acontecendo com os municípios daquela região e o que pode acontecer. Estamos perto de finalizar este projeto em 2019 e com um resultado positivo. Este trabalho de duas décadas mostra que somos um partido preocupado com a sociedade e não uma sigla de véspera de eleição. Nunca fomos e não será agora que vamos ser”, afirmou.

Participação

O evento também contou ainda com a presença da coordenadora de mulheres de Curitiba do Cidadania23, Silvia Ribeiro; da presidente estadual da juventude do partido, Keyla Oliveira; do coordenador estadual do movimento Livres, Lucas Franceschi; filiados e simpatizantes da legenda. (Assessoria Cidadania-PR)

Pé na Estrada em Apucarana apresenta pré-candidatos a prefeito do Cidadania-PR

Na região, o partido já conta sete pré-candidatos para a disputa municipal do ano que vem (Foto: Reprodução)

A 9ª etapa do projeto ‘Pé na Estrada 2019″ do Cidadania do Paraná foi realizada nesta quinta-feira (21), em Apucarana, com debate sobre conjuntura municipal e nacional, e a apresentação de sete pré-candidatos a prefeito na região pelo partido (veja a lista abaixo). O evento contou com mais de 40 pessoas de sete municípios.

Segundo o coordenador regional do Cidadania23, Professor Willian Caetano, a reunião mostrou a força do partido na região.

“Este esclarecimento olho no olho, os debates e sugestões que recebemos do deputado federal Rubens Bueno (Cidadania-PR) nos ajuda demais a construir o futuro das nossas cidades e apresentar estes pré-candidatos mostra a força do nosso partido”, afirmou.

Presidente estadual do Cidadania no estado, Rubens Bueno elogiou a organização do partido na região e reforçou a importância de apresentar candidatos preparados.

“Foi um debate importante para preparar todos para as próximas eleições. O nosso partido sempre apresentou candidatos preparados e qualificados para responder aos anseios da sociedade e em 2020 não será diferente”, afirmou.

Também estiveram presentes no encontro representantes do deputado estadual Tercílio Turini; o prefeito de Cambira, Toledo; o vereador de Cambira, Toninho Genovês; o vereador de Apucarana, Professor Edson; o vereador de Cambira, Toledinho; o ex-prefeito de Apucarana, Carlos Scarpelini; o vice-diretor da Unespar Campus Apucarana, Leonardo Favaro; a representante do Movimento RenovaBR, Juliana; e lideranças, filiados e simpatizantes do partido. (Assessoria Cidadania-PR)

Veja abaixo a lista de nomes dos pré-candidatos a prefeito apresentados durante a 9ª etapa do Pé na Estrada.

  • Rodolfo Mota – Vereador e pré-candidato a prefeito de Apucarana
  • Aroldo Pagan – Vereador e pré- candidato a prefeito de Arapongas
  • André Saddi – Vereador e pré-candidato a prefeito de Jandaia Sul
  • Almir- Ex-prefeito e pré-Candidato a prefeito de Sabáudia
  • Jacira do Amaral – pré-candidata a prefeita de Pitangueiras
  • Sid Gás – pré-candidato a prefeito de Mauá da Serra
  • Professor Hudson Guimarães e Enfermeira Ivonéia – pré-candidatos a prefeito de Mandaguari

Pé na Estrada reúne lideranças do Cidadania-PR em Campo Mourão

Lideranças, filiados e simpatizantes do Cidadania do Paraná – prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e secretários municipais – participaram do módulo do Projeto Pé na Estrada, na última sexta-feira (13) no Paraná Palace Hotel em Campo Mourão.

Na oportunidade, o deputado estadual Douglas Fabrício e o deputado federal Rubens, presidente estadual da legenda no estado, falaram sobre as conjunturas estadual e nacional, e ainda participaram de um debate, esclarecendo projetos e recebendo reivindicações.

O Projeto Pé na Estrada é realizado a cada dois anos, com encontros em todas as regiões do estado, visando a reorganização e fortalecimento do partido, incentivando ações políticas das comunidades. Em Campo Mourão o encontro também contou com novas filiações.

Fortalecimento

O deputado Douglas Fabrício frisou que a meta é fortalecer o partido dentro de um processo de reorganização. Ele falou sobra a atuação do Cidadania em todo o estado relacionando resultados em toda a região.

“Nosso papel é trazer novos filiados ao partido. Se as pessoas de bem não participarem do processo eleitoral, outras pessoas poderão ser eleitas”, salientou Douglas Fabrício.

Diretrizes

Já o deputado Rubens Bueno destacou a força do partido e falou sobre as suas diretrizes. Ele lembrou da história da legenda, que foi criada como PPS há 20 anos, e recentemente ganhou a denominação Cidadania 23, destacando suas lideranças e trabalhos realizados.

“Vamos organizar núcleos de base nos municípios para elaborações de planos de governos”, disse Rubens Bueno, que anda falou sobre a conjuntura política nacional.

Prefeitos

Participaram do encontro os prefeitos Beto Voidelo (prefeito em exercício de Campo Mourão), Pedro Coelho (Goioerê), Leandro Oliveira (Araruna), Júlio Frare (Peabiru), José Carlos (Nova Cantu) e Edenilson Miliossi (Babosa Ferraz), que também é presidente da Comcam (Comunidade do Municípios da Região de Campo Mourão). O prefeito licenciado de Campo Mourão, Tauillo Tezelli, também participou. (Assessoria Cidadania-PR)