Para Alessandro Vieira, ‘ganância do Centrão’ e ‘incompetência do governo’ resultaram no Orçamento de 2021

‘Da forma como está, é inviável e pode até gerar impedimento do presidente por crime de responsabilidade’, diz o senador (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

O líder do Cidadania no Senado, Alessando Veira (SE), disse ao site O Antagonista (veja abaixo), nesta segunda-feira (05), que a  ‘ganância do Centrão’ e a ‘incompetência do governo’ resultaram na aprovação de um Orçamento para 2021 fora da realidade.

“Da forma como está, é inviável e pode até gerar impedimento do presidente por crime de responsabilidade”, disse o parlamentar, que já enviou ofício ao TCU (Tribunal de Contas da União) questionando a situação do orçamento aprovado pelo Congresso Nacional em março.

“Ganância do Centrão” + “incompetência do governo” = Orçamento de 2021

Para o senador Alessandro Vieira, líder do Cidadania no Senado, a mistura da “ganância do Centrão” com a “incompetência do governo” chegou ao seu extremo no Orçamento de 2021.

“Da forma como está, é inviável e pode até gerar impedimento do presidente por crime de responsabilidade”, disse Vieira, que já enviou ofício ao Tribunal de Contas da União (TCU) questionando a situação. O caso está nas mãos do ministro Bruno Dantas.

“Vou até ao STF, caso o orçamento seja sancionado sem os vetos necessários”, antecipou o senador, lembrando que o Instituto Fiscal Independente do Senado (IFI) — criticado recentemente por Paulo Guedes — estima em R$ 35 bilhões o valor que precisará ser vetado para que Bolsonaro consiga “fugir da contabilidade criativa”.

O presidente tem sinalizado que vetará parcialmente a peça orçamentária. A decisão terá de ser tomada até 22 de abril.