Cidadania expulsa filiado que participou de atos contra a democracia

O Cidadania comunica o cancelamento da filiação política e a expulsão de Marlan Gustavo Ferreira de Sousa do partido em razão de sua participação em atos públicos considerados criminosos e atentatórios ao Estado Democrático de Direito.

Sousa foi identificado como um dos líderes do movimento e chefe de um acampamento que ameaçava invasão e fechamento dos poderes Legislativo e Judiciário, além de pedir a intervenção militar no regime de governo.

O Cidadania entende que o comportamento de Sousa desrespeitou “disciplinas e resoluções” do partido e sua ação à frente de manifestações antidemocráticas diverge dos posicionamentos políticos e ideológicos que adota, fragilizando a credibilidade da instituição.

A Comissão Executiva do Diretório Regional do Cidadania-DF já informou à Justiça Eleitoral e ao próprio Marlan Gustavo Ferreira de Sousa o cancelamento de sua filiação partidária.