Leila Barros deseja sucesso a brasileiros nos Jogos Olímpicos de Inverno

Ex-atleta olímpica, senadora diz os 11 esportistas que irão representar o Brasil em Pequim são ‘motivo de orgulho’ (Foto: Reprodução/IBSF)

Os 11 atletas brasileiros que vão disputar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, em Pequim, capital da China, foram homenageados por senadores, que desejaram sucesso aos desportistas. De acordo com o COI (Comitê Olímpico Internacional), a cerimônia de abertura dos jogos será na sexta-feira (4).

Para a senadora Leila Barros (Cidadania-DF), ex-atleta olímpica, os 11 esportistas são ‘motivo de orgulho’ para o Brasil.

“Venho deixar o meu abraço super carinhoso aos onze atletas que irão nos representar nas Olimpíadas de Inverno em Pequim. É um evento extremamente importante e tenho certeza que cada um irá honrar as cores do nosso time Brasil. Vocês já estão dando exemplo de superação. Nós estamos falando de uma olimpíada de inverno num país absolutamente tropical. Eu quero parabenizar cada um de vocês, desejar sucesso e muito obrigada pelo exemplo que estão dando a cada um de nós brasileiro”, afirmou a senadora do DF.

De acordo com o COB (Comitê Olímpico Brasileiro), a delegação nacional é formada pelos atletas Edson Bindillati, Edson Martins, Erick Vianna, Rafael Souza e Jefferson Sabino (bobsled);  Manex Silva, Jaqueline Mourão e Bruna Moura (esqui cross country);  Michel Macedo (esqui alpino);  Sabrina Cass (esqui estilo livre moguls); e Nicole Silveira (skeleton).

Segundo o Comitê Olímpico, esta será a nona participação brasileira em Jogos de Inverno, o recorde de participantes foi em Sochi 2014 (Rússia), com 13 atletas. (Com informações da Agência Senado)

Leila Barros recebe atletas e paratletas para debater pautas prioritárias do setor esportivo

‘O segmento esportivo entendeu que é necessário fazer uma aproximação do mundo político”, diz a senadora (Foto: Divulgação/Assessoria)

Uma comitiva de atletas e paratletas brasileiros está nesta semana no Congresso Nacional para abordar com os parlamentares pautas prioritárias para setor esportivo. A senadora Leila Barros (Cidadania-DF) recebeu o grupo nesta terça-feira (28). No encontro eles falaram sobre o projeto de lei (PL 68/2017) que institui a Lei Geral do Esporte, a Lei de Incentivo ao Esporte e o PND (Plano Nacional do Desporto).

De acordo com a senadora do DF, o segmento esportivo entendeu que é necessário fazer uma aproximação do mundo político.

“Eu acredito que se houver uma grande mobilização do setor, tal qual ocorre com a cultura, as pautas esportivas serão destravadas. É o caso, por exemplo, do Plano Nacional do Desporto. O primeiro passo foi dado, mas ainda é preciso que o esporte se mobilize de uma forma mais coletiva”, disse.

Há 23 anos, a Lei Pelé (Lei nº 9.615/1998) incumbiu o governo federal de elaborar e enviar ao Congresso, a cada dez anos, o PND. Porém, a lei nunca foi cumprida.

“É inconcebível que o Brasil – que ocupa a desonrosa posição de quinto país mais sedentário do mundo – trate com tamanho descaso a elaboração de uma política que tem como uma das prioridades estimular a atividade física e desenvolver toda cadeia esportiva”, destacou a senadora Leila Barros.

Plano Nacional do Desporto

Em agosto, a senadora Leila Barros enviou ofício ao ministro da Cidadania, João Roma, cobrando informações a respeito das ações que estão sendo feitas para a elaboração do Plano Nacional do Desporto. A parlamentar do Cidadania se disponibilizou a acompanhar a comitiva que representa a Atletas pelo Brasil, organização sem fins lucrativos que reúne atletas e ex-atletas de diferentes gerações e modalidades pela melhoria do esporte e luta por avanços sociais no País.

O documento será o grande norteador do esporte brasileiro. Ele estabelecerá diretrizes para o desenvolvimento do esporte nacional e metas que teriam de ser atingidas pelo poder público a cada dez anos.

“Esse plano cria as bases que vão direcionar o investimento público e torna possível, inclusive, cobrar gestores federais, estaduais e municipais caso essas metas não sejam atingidas”, explicou a parlamentar que por 18 anos defendeu a seleção brasileira de voleibol.

Participaram da reunião com a senadora Leila Barros, a ginasta Daiane dos Santos, o judoca Flávio Canto, os nadadores Clodoaldo Silva e Thiago Pereira, o paratleta Estevão Lopes, o diretor-executivo da Atletas pelo Brasil, Kévin Chevalier, e o relações públicas da Atletas pelo Brasil, Rafael Lane. (Assessoria da parlamentar)