Nota sobre uma mensagem de Cristovam Buarque

Para minha alegria, Cristovam Buarque se posicionou sobre o texto que o líder sindical e escritor católico Edmílson Martins de Oliveira divulgou a respeito do meu livro “Os nove de 22 – O PCB na vida brasileira”.

Um dos maiores pensadores brasileiros, Cristovam Buarque destacou, em mensagem encaminhada a mim, a importância do Humanismo no diálogo entre cristãos e marxistas, conforme Edmílson Martins e eu defendemos.

Para Cristovam Buarque, que vem dedicando toda sua vida à Educação do nosso povo, “o humanismo nos une como filosofia, por isto, a Educação deve nos unir como propósito político”.

E acrescentou ainda o grande educador: “Embora eu defenda hoje em dia que a palavra humanista precisa ser redefinida para livrar-se da arrogância antropocêntrica, criando um neohumanismo respeitoso à Natureza.”

Fica aqui o registro, na verdade uma grande honra para mim.

Leia também

Relação de Lula com evangélicos tem duas dimensões

Presidente não consegue atrair o eleitorado pentecostal, embora tenha apoio de setores evangélicos. O fosso está nas questões do aborto e das relações homoafetivas.

Ato pró-Bolsonaro mostra sua resiliência política

Bolsonaro foi cauteloso, num ano de eleições municipais, para não se isolar politicamente. Muito mais do que por temor a uma eventual prisão, que agora o transformaria em vítima.

A guerra de Gaza pode despertar o velho antissemitismo

Lula e Netanyahu escalaram a crise diplomática entre Brasil e Israel. Na esquerda brasileira, isso provocou uma onda antissionista, seu risco é despertar o nosso velho antissemitismo.

Nota sobre o quadro internacional

Temo que esteja se desenhando um novo Eixo, tão...

Marcus Pestana: A decolagem da economia em 2024

Os indicadores da economia brasileira em 2023 não foram...
Artigo anterior
Próximo artigo

Informativo

Receba as notícias do Cidadania no seu celular!