Leila Barros recebe atletas e paratletas para debater pautas prioritárias do setor esportivo

‘O segmento esportivo entendeu que é necessário fazer uma aproximação do mundo político”, diz a senadora (Foto: Divulgação/Assessoria)

Uma comitiva de atletas e paratletas brasileiros está nesta semana no Congresso Nacional para abordar com os parlamentares pautas prioritárias para setor esportivo. A senadora Leila Barros (Cidadania-DF) recebeu o grupo nesta terça-feira (28). No encontro eles falaram sobre o projeto de lei (PL 68/2017) que institui a Lei Geral do Esporte, a Lei de Incentivo ao Esporte e o PND (Plano Nacional do Desporto).

De acordo com a senadora do DF, o segmento esportivo entendeu que é necessário fazer uma aproximação do mundo político.

“Eu acredito que se houver uma grande mobilização do setor, tal qual ocorre com a cultura, as pautas esportivas serão destravadas. É o caso, por exemplo, do Plano Nacional do Desporto. O primeiro passo foi dado, mas ainda é preciso que o esporte se mobilize de uma forma mais coletiva”, disse.

Há 23 anos, a Lei Pelé (Lei nº 9.615/1998) incumbiu o governo federal de elaborar e enviar ao Congresso, a cada dez anos, o PND. Porém, a lei nunca foi cumprida.

“É inconcebível que o Brasil – que ocupa a desonrosa posição de quinto país mais sedentário do mundo – trate com tamanho descaso a elaboração de uma política que tem como uma das prioridades estimular a atividade física e desenvolver toda cadeia esportiva”, destacou a senadora Leila Barros.

Plano Nacional do Desporto

Em agosto, a senadora Leila Barros enviou ofício ao ministro da Cidadania, João Roma, cobrando informações a respeito das ações que estão sendo feitas para a elaboração do Plano Nacional do Desporto. A parlamentar do Cidadania se disponibilizou a acompanhar a comitiva que representa a Atletas pelo Brasil, organização sem fins lucrativos que reúne atletas e ex-atletas de diferentes gerações e modalidades pela melhoria do esporte e luta por avanços sociais no País.

O documento será o grande norteador do esporte brasileiro. Ele estabelecerá diretrizes para o desenvolvimento do esporte nacional e metas que teriam de ser atingidas pelo poder público a cada dez anos.

“Esse plano cria as bases que vão direcionar o investimento público e torna possível, inclusive, cobrar gestores federais, estaduais e municipais caso essas metas não sejam atingidas”, explicou a parlamentar que por 18 anos defendeu a seleção brasileira de voleibol.

Participaram da reunião com a senadora Leila Barros, a ginasta Daiane dos Santos, o judoca Flávio Canto, os nadadores Clodoaldo Silva e Thiago Pereira, o paratleta Estevão Lopes, o diretor-executivo da Atletas pelo Brasil, Kévin Chevalier, e o relações públicas da Atletas pelo Brasil, Rafael Lane. (Assessoria da parlamentar)

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment