Jardim está preocupado com criação de novo órgão para regular consumo de energia

Para parlamentar, mais eficiente é fortalecer atuais entidades de gestão para lidar com risco de apagão

Integrante da Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados, Arnaldo Jardim (Cidadania-SP) vê com preocupação anúncio do governo federal que prepara uma Medida Provisória para lidar com a atual crise de energia no país e tentar evitar um apagão nacional.

Entre as atribuições da nova entidade estaria o poder de adotar medidas como a redução obrigatória do consumo (racionamento) e a contratação emergencial de termoelétricas. O órgão se chamaria Câmara de Regras Operacionais Excepcionais para Usinas Hidrelétricas (CARE).

“É melhor fortalecer as atuais instâncias. Não acho que constituir neste instante um novo instrumento de gestão nos possibilitaria resolver o problema”, disse Jardim, durante reunião da Comissão de Minas e Energia, ocorrida nesta terça-feira (15).

O deputado do Cidadania citou o CNPE e a Comissão de Monitoramento do setor elétrico como instituições capazes de gerir a crise hídrica no país, fazer diagnósticos e adotar providências.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment