Câncer: Senado aprova “PL 30 Dias”, de Carmen Zanotto

A medida será incluída na lei, também de autoria da deputada, que já estipula o início do tratamento pelo SUS a no máximo 60 dias a partir do diagnóstico do câncer (Foto: Roque de Sá/Agência Senado)

O plenário do Senado Federal aprovou nesta quarta-feira (16) o projeto de lei complementar, de autoria da deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania-SC), que determina prazo de 30 dias para confirmação de diagnóstico no SUS (Sistema Único de Saúde) em casos de suspeita de câncer (neoplasia maligna). A proposta vai à sanção do presidente da República.

“Desde já, apelamos para a sensibilidade do presidente para sancionar o quanto antes este projeto, que é da maior importância para os milhares de pacientes que precisam de ter acesso aos exames necessários que confirmem ou não a doença”, acrescentou a parlamentar do Cidadania, presidente da Frente Parlamentar Mista da Saúde.  

A votação do projeto foi acompanhada das galerias por integrantes da Associação das Mulheres Mestectomizadas de Brasília (Recomeçar).  

Na leitura do parecer, o senador Nelsinho Trad (PSD-MS), que é médico,  ressaltou a relevância para avançar no tratamento da doença no País.

“O prazo de 30 dias para o diagnóstico do câncer vai mudar o cenário do tratamento desta doença pelo SUS. Este projeto salva vidas”, disse.  

Vários senadores se revezaram da tribuna para debater a iniciativa. Dentre eles, Jorginho Mello (PL). O catarinense destacou a atuação de Carmen Zanotto em prol da saúde pública.

“Ela é uma parlamentar muito comprometida com a saúde dos brasileiros”, afirmou.

 Lei dos 60 Dias

Depois de sancionada, a medida será incluída na lei, também de autoria de Carmen Zanotto, que já estipula o início do tratamento pelo SUS a no máximo 60 dias a partir do diagnóstico do câncer (12.732/12).

“O objetivo é acelerar ainda mais o acesso a medicações e cirurgias necessárias pelos pacientes”, acrescentou o parlamentar.  

Leia também

Deputados anistiam multas nas prestações de contas dos partidos

A Transparência Partidária estima que o montante total das multas pode chegar a R$ 23 bilhões.

“Falta a bússola para o governo Lula”, afirma Cristovam Buarque

O vice-presidente nacional do Cidadania, ex-senador Cristovam Buarque (DF),...

IMPRENSA HOJE

Veja as manchetes dos principais jornais hoje (12/07/2024)

Os últimos dias do reinado de Lira

Lira precisa do apoio de Bolsonaro e do PL para eleger seu candidato a presidente da Câmara, Elmar Nascimento, o que explica a sua agenda contraditória.

IMPRENSA HOJE

Veja as manchetes dos principais jornais hoje (11/07/2024)

Informativo

Receba as notícias do Cidadania no seu celular!