Câmara realizará seminário para debater anomalias craniofaciais, a pedido de Carmen Zanotto

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara aprovou nesta quarta-feira (25) requerimento de autoria da deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania-SC) para realização de seminário para debater a formulação de política nacional de reabilitação das anomalias craniofaciais e a situação das pessoas com fissura labiopalatina e fenda palatina.

As lesões ou fissuras labiopalatais são malformações congênitas caracterizadas por aberturas ou descontinuidade das estruturas do lábio e/ou palato, de localização e extensão variáveis. Além dos aspectos estético, funcional e emocional, a malformação deforma o semblante do paciente e acarreta dificuldades para sucção, deglutição, mastigação, respiração, fonação audição.

“Este seminário é de suma importância para que possamos colher sugestões dos especialistas para avançarmos na formulação de uma política nacional para que possamos transformar o cenário dos nascidos com malformação congênita neste país”, argumentou Carmen Zanotto.

O seminário contará com a participação de especialistas e representantes do Ministério da Saúde e da sociedade civil.

O Ministério da Saúde estima que a incidência no Brasil é de um fissurado para cada 650 nascimentos.

“Essa tendência cresce quando há a predisposição hereditária. Acredita-se também que que a conjugação de fatores ambientais possa precipitar o aparecimento da anomalia”, acrescentou Carmen, que preside a Frente Parlamentar Mista da Saúde.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário