Governo pode destruir cadeia produtiva dos biocombustíveis no Brasil, alerta Arnaldo Jardim

Alto escalão da Esplanada se reúne nesta quinta (7) para decidir sobre importação de biodiesel

O coordenador da Frente Parlamentar pela Valorização do Setor Sucroenergético, deputado federal Arnaldo Jardim (Cidadania-SP), fez nesta quarta-feira (6) um alerta sobre o risco de uma iminente decisão do governo federal que afetará toda a cadeia produtiva dos biocombustíveis no país.

O parlamentar se refere à reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), marcada para amanhã (7), que deve votar resolução para permitir a importação de biodiesel. O Conselho é formado pelo alto escalão da Esplanada e tem como presidente o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Jardim explica que abrir o mercado nacional para produtos importados não garante queda no preço final, além disso, a medida desorganizará um setor bastante organizado que reúne, inclusive, produtores ligados à agricultura familiar.

“Essas medidas afetarão, fatalmente, o cerne de um dos programas mais importantes do ponto de vista ambiental, social e econômico do Brasil, que é toda a cadeia produtora dos biocombustíveis”, adverte.

O deputado chama a atenção para um outro item da pauta do CNPE que deve alterar o selo combustível social. Para permitir a entrada de biodiesel importado, é preciso mexer no selo combustível, que é um programa doméstico que visa a dar assistência técnica à agricultura familiar que vende a matéria-prima. O produto importado não segue essas normas.

“Seria extremamente danoso para milhares de produtores rurais retirar essa exigência”, afirma Jardim.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment