Cidadania oficializa pré-candidatura de Alessandro Vieira à Presidência da República

“Não sou salvador da pátria, não acredito nisso. E esse é um partido sério, não vai sair vendendo ilusões”, diz pré-candidato

A Executiva Nacional do Cidadania oficializou nesta sexta-feira (10) o nome do senador Alessandro Vieira (SE) como pré-candidato do partido à presidência da República em 2022. “Alessandro representa o pensamento do campo democrático à polarização existente entre Bolsonaro e Lula. É um sistema que não pode continuar pelo retrocesso e atraso que significam. É um senador que tem boa presença, com muito engajamento nas redes, uma postura de extrema competência e reconhecida pela opinião pública”, disse o presidente nacional do partido, Roberto Freire.

Na avaliação do próprio Vieira, que é líder do Cidadania no Senado, a pré-candidatura é uma forma de fortalecer a construção de alternativas. “Bolsonaro é desqualificado, vai estar permanentemente tentando contra a democracia. Não sou salvador da pátria, não acredito nisso. E esse é um partido sério, não vai sair vendendo ilusões. Que a compreensão seja a de que, se outro nome se mostrar mais viável, estarei ao lado, ajudando a fazer essa construção”, destacou.

A iniciativa também contou com o apoio da senadora Eliziane Gama (MA). “É uma pré-candidatura que agrada muito o partido. Precisamos atuar dentro da perspectiva do cenário político que estamos vivendo hoje. Temos um desafio grande que é ter outra alternativa para furar esse bloqueio e chegar no segundo turno”, sustentou.

Na avaliação da senadora Leila Barros (DF), Alessandro é um forte candidato nesse processo de construção da terceira via. “Ele é extremamente coerente, ousado, um líder que cada vez mais se consolida não só pela atuação na CPI, mas pela sua atuação no Senado. O nome dele consolida a participação do Cidadania dentro desse processo democrático”.

Os deputados federais Alex Manente (SP) e Daniel Coelho (PE), líder e vice-líder do Cidadania na Câmara, respectivamente, elogiaram as pautas defendidas pelo senador, como o combate à corrupção e avaliaram que o nome de Alessandro contempla parcela importante do eleitorado que não se vê nas alternativas colocadas à mesa.

“Um dos senadores de maior destaque no país. Tem um comportamento equilibrado e age como um líder. É um grande nome e vai contribuir no campo democrático do Brasil”, defendeu Coelho. “É importante para retomarmos pautas que ficaram perdidas na sociedade, como combate a corrupção e impunidade. Essa pauta precisa ser levada adiante. Se não queremos o retrocesso do Lula e as loucuras do Bolsonaro, temos que fortalecer o nome do Alessandro e unificar uma terceira via”, afirmou Manente.

Também presentes, os deputados federais Rubens Bueno (PR) e Carmen Zanotto (SC) apostaram no nome escolhido pelo partido para disputar a corrida presidencial. “Assim que seu nome surgiu, colocamos nas nossas redes e a repercussão foi a melhor possível. É preciso avançar. Faremos todo o esforço para que sua candidatura se viabilize”, ressaltou Bueno. “Conte comigo”, disse Zanotto.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment