Executiva Nacional aprova resoluções eleitorais e prevê reunião sobre fundo em data a ser definida

Decisões irão nortear principalmente as coligações eleitorais nos municípios, mas respeitando a tradição do partido de não vetar alianças

A Executiva Nacional do Cidadania aprovou por unanimidade, em reunião virtual realizada nesta quinta-feira (16), três resoluções apresentadas pela Comissão Nacional Eleitoral. Elas vão nortear principalmente as coligações eleitorais nos municípios. Leia a íntegra dos documentos ao fim do texto.

A primeira resolução (Resolução 004/20) trata das regras de coligação majoritária do Cidadania em cidades com mais de 200 mil habitantes e capitais. Ficou definido que as coligações serão aprovadas pelos Diretórios Estaduais, no caso das cidades com mais de 200 mil habitantes, e pelo Diretório Nacional, nas capitais.

O presidente Roberto Freire ressaltou que a proposta não objetiva vetar alianças e lembrou que o partido possui histórico de não proibir coligações. Segundo o dirigente, a resolução serve, sobretudo, para que os Diretórios Estaduais e Municipais possam informar o partido no caso de elas ocorrerem.

Já a segunda resolução (Resolução 005/20) autoriza os Diretórios Municipais a organizarem as suas convenções eleitorais por meio de videoconferência ou audioconferência, utilizando qualquer ferramenta tecnológica que permita o debate em tempo real de todos os participantes. Ainda define que a lista de presença seja registrada por meio de gravação de áudio e vídeo, por coleta presencial de assinaturas ou qualquer outro mecanismo que permita a identificação dos participantes.

A terceira e última resolução aprovada (Resolução 006/20) determina que os pré-candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador participem obrigatoriamente de cursos de formação política oferecidos pela FAP (Fundação Astrojildo Pereira), pelos Diretórios Estaduais ou Municipais ou ainda pelos movimentos de renovação política. Os candidatos deverão apresentar os certificados de conclusão de curso no ato de suas inscrições na convenção eleitoral de suas cidades.

Ainda na reunião da Executiva, além dos cursos de formação política, o ex-senador Cristovam Buarque propôs a realização de seminário com os candidatos do partido com o intuito de difundir e unificar as principais bandeiras e propostas políticas defendidas pelo Cidadania. “Os candidatos possuem bandeiras em comum? Precisamos transformar as propostas do partido para que tenhamos uma cara nessas eleições”, defendeu.

Os integrantes da Executiva Nacional também decidiram convocar reunião extraordinária em data a ser definida para deliberar sobre a distribuição do fundo eleitoral entre as representações estaduais do partido.

Clique abaixo para ver as resoluções:

Leia mais:

Reunião da Executiva Nacional do Cidadania reforça discurso de oposição a Jair Bolsonaro

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário