Eliziane Gama defende operação de combate à fake news e rigor nas investigações

Senadora diz que notícias falsas produzidas por milícias digitais são uma grande ameaça ao estado democrático de direito (Foto: Pedro França/Agência Senado)

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), comentou nesta quarta-feira (27) em sua conta no Twitter a operação da PF (Polícia Federal ) que faz parte de inquérito do STF (Supremo Tribunal Federal) para apurar um suposto esquema criminoso que divulga fake news e ameaças à Corte. Para ela, ações como essa faz bem à democracia para combater quem produz e divulga notícias falsas.

Segundo a parlamentar, as fake news produzidas por milícias digitais são uma grande ameaça ao estado democrático de direito.

“É preciso que o inquérito comandado pelo ministro Alexandre de Moraes aponte quem financia essa máfia e se há dinheiro público nisso. O Congresso deve tipificar e criminalizar essa conduta”, escreveu.

A PF cumpriu 29 mandados de busca e apreensão nesta quarta-feira (27) referentes ao inquérito do STF. Policiais buscam provas nos endereços de ex-deputado, deputados federais, estaduais, jornalistas, empresários e de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

Eliziane Gama também se posicionou a respeito do pedido de suspensão do inquérito do STF pelo Procurador-Geral da República, Augusto Aras.

“A PGR tenta paralisar a reação do próprio Judiciário aos ataques, discursos de ódio e constantes ameaças à democracia. Paralisar [o inquérito] é fortalecer a milícia digital e tentar esconder quem está por trás dessas notícias falsas”, disse a senadora.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário