Eliziane Gama sugere mudança na sessão remota do Senado

A parlamentar quer que seja reservado um espaço de 30 minutos antes das votações de projetos para a comunicação das lideranças partidárias (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), apresentou uma questão de ordem nesta segunda-feira (27) sugerindo que o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), promova mudança na estrutura das sessões remotas durante a pandemia do novo coronavírus.

A parlamentar quer que seja reservado um espaço de 30 minutos antes das votações de projetos para a comunicação das lideranças partidárias, que ficou prejudicada com a instituição das sessões por videoconferências.

“O Parlamento faz o controle democrático do poder político e para se constituir numa atividade importante, é necessário a manifestação dos partidos que compõem o Senado Federal nos mais diversos temas neste momento de crise na economia, na saúde e na política”, afirmou Eliziane Gama.

A senadora ressalta, no entanto, que ausência do expediente não deve ser creditada à Mesa Diretora dos trabalhos, mas que a instituição do espaço pode melhorar as sessões remotas.

“Apreciar matérias é apenas umas das competências do Parlamento no Estado Democrático de Direito”, lembra Eliziane Gama, ao destacar a importância da comunicação das lideranças partidárias.

Parlamento e sociedade

Eliziane Gama apresentou um projeto de resolução (PRS 16/2020) que determina a nomeação de um senador de cada comissão permanente do Senado para acompanhar as sugestões e críticas da sociedade à propostas emergenciais do período de calamidade pública da Covid-19, no período em que o Senado, a Câmara e o Congresso Nacional estão deliberando em sessões remotas.

VEJA TAMBÉM

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário