Eleições 2020: prazo de filiação termina em 4 de abril

O Cidadania alerta os que pretendem ser candidatos em outubro deste ano para o fim do prazo de filiação partidária: o próximo sábado, dia 4 de abril. Até o momento, a legenda já tem confirmadas mais do que o dobro de pré-candidaturas em relação às eleições anteriores, ainda como PPS.

O partido vem crescendo em todos os estados desde que mudou em busca de renovação política e maior proximidade com a sociedade, incorporando lideranças de diversos movimentos cívicos. É o caso do Cidadania Goiás, que recebeu o vice-governador Lincoln Tejota no fim de fevereiro. Tejota diz ver no Cidadania a chance de trabalhar com foco em uma agenda séria de desenvolvimento e reformas.

Na Paraíba, o governador João Azêvedo e diversas lideranças estaduais encontraram no partido campo livre para atuar no combate às desigualdades, à pobreza e ao preconceito. Em Alagoas, o Cidadania recebeu o ex-presidente da OAB de Arapiraca, segundo maior município de estado, Hector Martins, que deve disputar a prefeitura da cidade.

Filiada no Cidadania desde o final de 2019, a ex-vereadora de Joiville e ex-secretária de Saúde de Santa Catarina, Tânia Eberhardt, é um dos novos nomes que fazem parte do partido. Ela ingressou no Cidadania com a missão de construir uma alternativa mais próxima das comunidades em Joiville, onde deve disputar a prefeitura.

Outro nome que se destaca em recente filiação é o do deputado estadual mineiro João Vitor Xavier, que pretende disputar a prefeitura de Belo Horizonte. Para João Vitor, o Cidadania alia duas questões que ele considera fundamentais: modernidade do ponto de vista econômico e preocupação social.

A delegada Danielle Garcia é um outro quadro recém filiado. Com uma história de luta contra a corrupção no seu estado, Danielle se junta ao partido por entender que a legenda representa a possibilidade de profissionalizar a gestão pública de sua cidade, Aracaju, onde deve disputar a prefeitura.

A advogada e pré-candidata do Cidadania para vereadora de São Luís do Maranhão, Isabella Pearce (MA), é outra liderança feminina a ingressar no partido. Isabella, que passou pelo RenovaBR, se diz honrada de “fazer parte de um partido que quer fazer política técnica e qualificada”. “ Sou jovem, mulher e acredito que precisamos renovar a política“, observa.

Também com passagem pelo Renova, o advogado Pedro Mello se filiou ao Cidadania do Rio de Janeiro, onde é coordenador estadual do Diversidade23. Com pós-graduação em administração, Pedro vê no partido um meio de pavimentar uma carreira política honesta e comprometida com as mudanças que a sociedade tanto exige.

Alternativa democrática

O Cidadania é um movimento de renovação política com foco na construção de uma alternativa democrática aos extremos que tomaram o debate político-partidário brasileiro nos últimos anos. Faça parte, filie-se (clique aqui). Conheça nossas principais bandeiras e propostas para o País (clique aqui).

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário