Projeto de Rubens Bueno amplia para um ano prazo para amamentação

A proposta também beneficia as mães adotivas (Foto: Robson Gonçalves)

O deputado federal Rubens Bueno (Cidadania- PR) apresentou nesta quarta-feira (4) ao plenário da Câmara projeto de lei (PL 479/2020) que amplia de seis meses para um ano o prazo para amamentação. A proposta altera o artigo 396 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) que trata do assunto.

De acordo com a proposição, durante a jornada de trabalho, as mulheres passarão a ter direito a dois descansos especiais, de meia hora cada um, para amamentação até que os bebês completem um ano de idade.

As mães adotivas também serão beneficiadas com a medida.

O texto do projeto diz que o período de um ano poderá ser ampliado quando a saúde da criança exigir, de segundo decisão da autoridade competente.

“Esta iniciativa vem ao encontro das normas constitucionais que asseguram o direito à proteção à maternidade e à infância [artigo 6º da Constituição] e o direito da criança à proteção integral [artigo 227]”, argumentou Rubens Bueno.

Só não terão direito aos descansos especiais as mulheres que iniciam a licença-maternidade de 180 dias após o parto.

Ministério da Saúde

O projeto se baseia em recomendação do Ministério da Saúde, que orienta a amamentação até os dois anos de idade ou mais, “com a introdução de outros alimentos a partir dos seis meses”.

A proposta foi apresentada por sugestão da senhora Adieizi Rodrigues Vieira, atendente legislativo da Câmara Municipal de Marialva (PR).

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment