Arnaldo Jardim diz que permanência de Bolsonaro no ringue eleitoral trava o País

Para o líder do Cidadania na Câmara, manifestação de 20 governadores contra presidente é preocupante (Foto: Robson Gonçalves)

O líder do Cidadania na Câmara, deputado federal Arnaldo Jardim (SP), demonstrou, nesta terça-feira (18), preocupação com as tensões causadas pelo governo de Jair Bolsonaro com as demais estruturas de poder. O parlamentar observa que em 2020 o presidente retomou o tom beligerante usado no ano passado e em 2018, quando estava em pleno processo de disputa eleitoral.

Para o parlamentar, a atitude de Bolsonaro, ao responsabilizar a Polícia Militar da Bahia pela morte do ex-capitão Adriano Nóbrega, somada à conduta de caracterizar os governos estaduais como causadores do alto preço dos combustíveis acirra ânimos, causa confronto, tudo o que não precisamos.

“O Brasil tem uma série de reformas para realizar e quanto mais apoio a estas medidas mais fácil são de serem aprovadas. O confronto contra tudo e todos perpetrado pelo presidente da República trava o Brasil. Parece o comportamento de alguém que ainda não saiu do ringue eleitoral”, afirmou o líder do Cidadania.

O deputado lembrou que a economia não tem índices consistentes de recuperação e que é preciso a união de gestores e parlamentares para promover reformas estruturais necessárias que visem a retomada do crescimento com vigor.

“Neste instante, o País pede para que todos se esforcem, dentro de suas prerrogativas, para recolocar a economia nos trilhos. Antecipar o debate presidencial de 2022 só atrapalha. O que se pede é menos tensão e mais atenção do presidente com aquilo que, de fato, interessa ao Brasil”, disse Jardim.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário