Moro garante a Eliziane Gama que Força Nacional ficará no Maranhão enquanto for necessário

A senadora e a deputada federal Joênia Wapichana discutiram com ministro a situação dos índios de várias etnias no estado (Foto: William Borgmann)

A líder do Cidadania no Senado, Eliziane Gama (MA), acompanhada da deputada federal Joênia Wapichana (Rede-RR), se reuniu com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, para discutir a situação dos índios de várias etnias no Maranhão.

A reunião nesta quinta-feira (19), em Brasília, foi solicitada pela parlamentar maranhense para discutir ações de prevenção da violência e iniciativas que envolvem tanto o Poder Executivo quanto o Legislativo.

O ministro informou às parlamentares que a Força Nacional atuará no estado enquanto houver necessidade e disse que as forças de segurança estão atuando juntas para combater o aumento da violência.

Moro disse ainda que o inquérito da PF (Polícia Federal) sobre a morte do líder indígena Paulo Paulino Guajajara demonstrou que não há qualquer relação com crime de ódio e que o conflito que ocasionou a morte do índio foi com caçadores e não com madeireiros.

Aproveitando as explicações, Eliziane Gama questionou o ministro se já tinha sido decretada a prisão de algum responsável pela morte do indígena, mas Moro não soube responder de imediato.

Projeto

A parlamentar maranhense aproveitou a oportunidade para falar sobre o projeto de lei de sua autoria, protocolado hoje no Senado, que torna o crime contra o indígena por disputa de terras hediondo.

“Precisamos atuar no combate do ‘indiocídio’. Aumentou em 20% o número de assassinatos de indígenas no Brasil. Os dados mais recentes são de 2018, quando foram registradas 135 mortes. No ano anterior, foram 110 casos de assassinato”, ponderou a parlamentar, que cobrou ainda do ministro Sérgio Moro discursos mais fortes em defesa das minorias.

Para ela, o ministro é muito respeitado e precisa aproveitar seu carisma com a população para defender quem mais precisa.

“O senhor é um símbolo da Justiça e representa muito para o País e precisa se posicionar de forma mais enfática na defesa dos povos indígenas. Sua fala tem força e pode ter o poder de inibir crimes”, disse Eliziane Gama.

Leia também

Derrota de Maduro pode repetir a de Pinochet

NAS ENTRELINHASMaduro recorre a todos os expedientes para conter...

Alex Manente oficializa candidatura a prefeito de São Bernardo dia 3 de agosto

O deputado federal Alex Manente, pré-candidato a prefeito de...

Um pouco da memória de Dilma não faria mal a Lula

NAS ENTRELINHAS A oposição está voltando à pauta de junho...

“Rocada” democrata é aposta multiétnica contra Trump

NAS ENTRELINHASKamala protagonizará um choque dramático entre dois Estados...

Dr. Samuel é confirmado candidato à Prefeitura de Socorro, em Sergipe

O deputado estadual Dr. Samuel foi confirmado neste fim...

Informativo

Receba as notícias do Cidadania no seu celular!