Pela quarta semana consecutiva, mercado mantém previsão de crescimento para 2019 em 0,87%

As instituições financeiras mantiveram pela quarta semana consecutiva a previsão para o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) em 0,87% para 2019. As estimativas para os anos seguintes também não foram alteradas ficando em 2% para 2020, 2,50% para 2021 e 2022. Os dados foram divulgados pelo Banco Central, nesta segunda-feira (30), por meio do boletim Focus

A pesquisa também revelou redução na estimativa para a inflação e a taxa Selic em 2019. Segundo o Banco Central, a previsão para a inflação – calculada pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), passou de 3,44% para 3,43%.

Para 2020, a extintiva caiu de 3,80% para 3,79% e para os anos seguintes foram mantidas sem alterações com 3,75% em 2021 e 3,50% em 2022. Já no caso da Selic, o mercado acredita que ela deverá finalizar o ano em 4,75%. Na semana passada a expectativa era de 5% ao ano. Atualmente a Selic se encontra em 5,5% ao ano.

Em relação aos demais anos, as instituições não fizeram alterações ficam em 5% em 2020, 6,50% em 2021. Na semana passada, as apostam eram de de 6,75% para 2021 e 7% em 2022.

Dólar

Em relação ao dólar, o mercado apostou em aumento de R$ 3,95 para R$ 4. Para 2020 , a previsão subiu de R$ 3,80 para R$ 3,91. (Com informações da agências de notícias)

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário