Calero diz que fala de Bolsonaro intimida senadores e humilha chanceler brasileiro

O deputado federal Marcelo Calero (Cidadania-RJ) disse, nesta segunda-feira (5), que o presidente Jair Bolsonaro desrespeitou as instituições ao insinuar que poderia indicar o próprio filho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL), para o cargo de ministro das Relações Exteriores, caso o Senado reprove o nome de Eduardo para a Embaixada do Brasil nos Estados Unidos.

“Tentativa de intimidação dos senadores, deboche com as instituições do país, humilhação imposta ao ministro Ernesto Araújo e nepotismo, baseado em visão voluntarista, caprichosa e autoritária do cargo que ocupa”, afirmou Calero em uma rede social.

A fala do presidente ocorreu neste domingo, na saída do Palácio da Alvorada. Bolsonaro chamou de “hipocrisia” as críticas sobre nepotismo diante da disposição dele nomear o próprio filho para ser embaixador.

Calero, que é diplomata de carreira, acrescentou que a resposta do mandatário brasileiro para esta questão mostra seu despreparo no cargo.

“Em fala de 30 segundos, Jair Bolsonaro escancara toda sua incapacidade”, criticou o deputado federal.

Leia também

IMPRENSA HOJE

Veja as manchetes dos principais jornais hoje (25/06/2024)

IMPRENSA HOJE

Veja as manchetes dos principais jornais hoje (24/06/2024)

Equilíbrio fiscal: um desafio global

A IFI - Instituição Fiscal Independente brasileira participou do...

Universidade não é fábrica

A greve pode ser legítima, mas não é compatível...

O supremacismo branco disfarçado na política

Uma das causas é a dificuldade dos candidatos negros de acessarem recursos para suas campanhas eleitorais e, consequentemente, se elegerem.

Informativo

Receba as notícias do Cidadania no seu celular!