Para Marcelo Calero, isentar de punição proprietário rural que atirar em invasor é “maluquice”

O deputado federal Marcelo Calero (Cidadania-RJ) classificou como “maluquice” o projeto do governo Bolsonaro que pretende isentar os produtores rurais de punição, caso atirem em invasores em suas propriedades. Segundo o parlamentar, faltou seriedade do presidente ao tratar do tema, já que o sistema judicial brasileiro “dá mais peso à vida do que à propriedade”.

“O projeto é uma maluquice, simples assim. Se Bolsonaro quisesse tratar a sério o tema, e não jogar para a plateia, teria proposto aumento de pena para a invasão. No Brasil, país cristão, o sistema judicial dá mais peso à VIDA do que à propriedade. E assim deve ser”, publicou Calero, nesta terça-feira (30), nas redes sociais.

Em outra postagem, o deputado afirmou que Bolsonaro precisa entender as consequências de suas declarações.

“Presidente não fala nada em ‘tom de brincadeira’. Presidente é Presidente. Tudo o que fala tem uma repercussão gigante. Derruba ou eleva a bolsa, derruba ou eleva o dólar, coloca a credibilidade de um banco em cheque – ou não. Bolsonaro: assuma a condição de Presidente!”, escreveu.

Leia também

Diplomacia do governo Lula tem dualidade insustentável

Uma política antiamericana no Brasil não tem a menor chance de dar certo, o que não significa apoio incondicional nem alinhamento automático aos EUA.

IMPRENSA HOJE

Veja as manchetes dos principais jornais hoje (21/02/2024)

As dívidas da democracia

Por sorte, dessa vez, o atentado da máfia golpista fracassou devido à incompetência e ao despreparo do líder, um militar da reserva que, por pouco, não foi expulso do Exército por indisciplina na década de 1980.

Informativo

Receba as notícias do Cidadania no seu celular!