Federação com PSDB foi o tema central da primeira reunião estadual do Cidadania Paraná em 2024

Nesta segunda-feira, 29, o diretório do Cidadania do Paraná realizou a primeira reunião estadual de 2024. No ano em que teremos as eleições municipais (prefeito, vice-prefeito e vereadores), o encontro reuniu mais de 50 pessoas e teve debates sobre temas como conjuntura, eleições 2024, juventude e principalmente a federação Cidadania/PSDB.

Entre os presentes estiveram o deputado estadual Douglas Fabrício, os presidentes estaduais do Cidadania, Marco Marrafon (Mato Grosso) e Édio Viégas (Mato Grosso do Sul), além de representantes do partido em São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O presidente do Cidadania do Paraná, Rubens Bueno, realizou a abertura do encontro. “Nós estamos vivendo em 2024 a federação partidária Cidadania/PSDB, que em tese, nas eleições deste ano é um único partido. Desta forma, só podemos ter um candidato a prefeito, um a vice-prefeito e uma chapa de vereadores”, destacou.

A seguir, Josué Sander, presidente do Cidadania Curitiba falou sobre a atual conjuntura. “Este é um ano de eleição municipal e por isso temos que municipalizar o debate. As cidades possuem muitos problemas e esta é a oportunidade de trazer a conversa para vida prática”, afirmou.

O advogado Ivo Lima foi o próximo palestrante e falou sobre a federação Cidadania/PSDB. “Ano de eleição municipal e pela primeira vez teremos a federação inclusa nela. Muitos comparam com a coligação, porém, a federação é mais profunda. Estamos no momento de tirar aquelas dúvidas que estávamos armazenando”, ressaltou.

Outra figura importante do Cidadania que participou da reunião foi Geovana Machado, presidente nacional da J23. “Temos o nosso planejamento estratégico e o nosso foco é impulsionar nossos jovens a serem candidatos e para isso vamos incentivar e capacitar todos eles. Estamos todos unidos e movimentando todo o partido”, reforçou.

Participaram também do encontro estadual representantes de outros estados e Paulo Renato do Cidadania do Rio Grande do Sul foi um deles. “Existem muitas questões que devem ser tratadas. Seria interessante que houvesse uma reunião da federação nacional para deixar muito claro o que o estatuto prevê para cada partido”, apontou.

Por fim, Jefferson Daltro, do Cidadania do Mato Grosso, destacou que “nós temos uma estratégia de lançar chapa de vereadores e candidaturas nas 20 maiores cidades, que representam 70% do eleitorado. Nossa caminhada com o PSDB vem sendo harmônica.

Leia também

“Falta a bússola para o governo Lula”, afirma Cristovam Buarque

O vice-presidente nacional do Cidadania, ex-senador Cristovam Buarque (DF),...

Quatro deputados do Cidadania concorrem ao Prêmio Congresso em Foco

Quatro deputados federais do Cidadania estão concorrendo ao Prêmio...

Cidadania do Rio de Janeiro apoia reeleição de Eduardo Paes

A Executiva Municipal do Cidadania do Rio de Janeiro...

Cidadania e PSDB debatem detalhes sobre as conveções

O presidente nacional do Cidadania, Comte Bittencourt, e o...

Informativo

Receba as notícias do Cidadania no seu celular!