Eliziane Gama diz que derrubada de veto à indenização de agentes de saúde foi acertada

Terão direito a indenização de R$ 50 mil profissionais da linha de frente do combate à pandemia e os que tenham ficado incapacitados após contrair o coronavírus (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

A líder do bloco parlamentar Senado Independente, senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) destacou a derrubada pelo Congresso Nacional, nesta quarta-feira (17), do veto do presidente Jair Bolsonaro ao projeto (PL 1826/2020) que prevê a concessão de indenização aos profissionais de saúde incapacitados para o trabalho pela Covid-19. A proposta havia sido vetada integralmente pelo presidente e foi retomada por deputados e senadores na quarta-feira (17).

“São pessoas que estão na linha de frente e que acabam às vezes ficando incapacitadas pelo resto da vida. São pessoas que arriscam a própria vida para o enfrentamento da pandemia”, lembrou a senadora.

Com a retomada do texto do projeto, terão direito a uma indenização de R$ 50 mil profissionais da área da saúde que tenham ficado incapacitados após contrair o coronavírus, por atuarem na linha de frente de combate à pandemia. O texto que segue para sanção presidencial também prevê a indenização de R$ 50 mil aos dependentes dos profissionais que morrerem pela doença, também por estarem atuando no enfrentamento da Covid-19.

Recorde trágico

Eliziane Gama  disse que os seguidos recordes de mortes pela Covid-19 no Brasil é “trágico, triste e terrível”, e lembrou que é preciso usar máscara e álcool gel como forma de evitar o contágio.

“Só vamos resolver esse problema com a vacinação”, destacou a senadora.

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário