Alessandro Vieira cobra rapidez na tramitação dos projetos de retorno do auxílio emergencial

O senador destaca também a urgência de análise do processo de vacinação contra a Covid-19 no Brasil (Foto: Reprodução/Agência Senado)

Em seu primeiro pronunciamento como líder do Cidadania no Senado Federal, o senador Alessandro Vieira (SE) pediu ao presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MA),  rapidez na tramitação das propostas legislativas de retomada do auxílio emergencial. Para o parlamentar, não há motivo para retardar a análise e votação de projetos que visam a reconstituição do benefício.

“Existem projetos aptos a serem relatados e votados no Senado. Propostas que respeitam o teto de gastos, que cumprem limites previstos na LRF [Lei de Responsabilidade Fiscal]  e que dão atendimento devido ao cidadão brasileiro que precisa. O auxílio emergencial é absolutamente necessário”, afirma Alessandro Vieira.

O senador sergipano destacou também a urgência de análise do processo de vacinação contra a Covid-19 no Brasil.

“O avanço dessas propostas ajudará o governo federal na estabilização econômica”, afirma.

CPI da Covid

Alessandro Vieira reforçou a necessidade de criação de  CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid-19. O requerimento de autoria do senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) foi subscrito por cerca de 30 senadores e senadoras, e pretende apurar as ações de enfrentamento à pandemia da Covid-19 no Brasil.

“A CPI não condena previamente, não acusa ninguém de crime. Ela pede espaço e foro para apuração de fatos gravíssimos com relação ao combate à Covid no Brasil, sua prevenção e tratamento”, ressalta o senador, que subscreveu o requerimento de pedido da investigação.

Alessandro Vieira disse ainda que vai ‘acompanhar as movimentações’ de Rodrigo Pacheco e do governo ‘no sentido de eventualmente criarem qualquer tipo de obstáculo’ aos parlamentares que apoiam a CPI.

“Nós já vimos esse filme na Casa. É um temor quotidiano que você tenha a interferência do Executivo para que a vontade dos senadores seja de alguma forma modificada. E o prazo que se leva para análise colabora para esse processo de corrosão”, alertou o líder do Cidadania. (Com informações da assessoria do parlamentar)

Postagens Recomendadas

Nenhum comentário ainda, mostre que você tem voz!


Adicione um comentário